Steve Jobs – um ícone da era digital

Steven Paul Jobs nasceu em São Francisco, Califórnia, no dia 24 de fevereiro de 1955. Foi um inventor, empresário e magnata americano no setor da informática, co-fundador, presidente e diretor executivo da Apple Inc.

Além de sua ligação com a Apple, foi diretor executivo da empresa de animação Pixar, lançando filmes em 3D como Toy Story e Procurando Nemo, e acionista da The Walt Disney Company. Morreu em 5 de outubro de 2011, aos 56 anos de idade, devido a um câncer pancreático.

SETEVE JOBS (2).png

Quando procurava um trabalho, seu currículo era descrito por ele assim:

“Estou procurando um lugar que necessite de muitas reformas e consertos, mas que tenha fundações sólidas. Estou disposto a demolir paredes, construir pontes e acender fogueiras. Tenho uma grande experiência, um monte de energia, um pouco dessa coisa de “visão” e não tenho medo de começar do zero”.

Apple II

No final na década de 70, Steve Jobs, em parceria com Steve Wozniak e Mike Markkuca, entre outros, desenvolveu e comercializou umas das primeiras linhas de computadores pessoais, a série Apple II. No início da década de 80, ele foi um dos primeiros a perceber o grande potencial de venda de uma interface gráfica do usuário guiada pelo Mouse, o que levou à criação do Macintosh.

Depois de uma disputa de poder com a diretoria da Apple, em 1985, Steve Jobs foi demitido e fundou a NeXT, uma empresa de desenvolvimento de plataformas direcionadas à educação superior e administração. Em 1996, a Apple comprou a NeXT, levando novamente Jobs de volta a empresa que ajudara a fundar, sendo de 1997 a 2011 o CEO da mesma, quando renunciou ao cargo.

Em 5 de setembro de 2015 ocorreu a estreia do filme biográfico de Steve Jobs, aonde mostram sua trajetória e os lançamentos revolucionários da informática entre 1984 e 1998.

No desenrolar na vida

Steve Paul Jobs era membro de uma família síria proprietária de poços de petróleo, empresas e propriedades agrícolas. Sua mãe biológica em muito lutou pela sua guarda, já que seus pais não aceitaram que ela criasse o filho devido a sua crença religiosa e cultural. Ela só aceitou entregar o filho para a adoção, quando os pais adotivos, Paul Reinhold Jobs e Clara Hagopian Jobs, assinaram um compromisso de criar um fundo para enviar o menino à faculdade.

A juventude de Jobs e suas primeiras lições sobre design foram aprendidas com o pai, que reformava carros na garagem, e que tentava sem sucesso, ensinar a ele sobre mecânica de automóvel.

A partir dos anos 60, Palo Alto, onde morava, adquiriu uma atmosfera tecnológica, o que inspirou Jobs a se aprofundar no campo da eletrônica. Durante o ensino fundamental, Jobs começou a visitar a garagem do engenheiro Larry Lang, que o introduz em um grupo de estudantes no Clube do Explorador da Hewlett-Packard. Em pouco tempo, Jobs consegue um emprego na empresa e começa então, a se aprofundar em atividades como literatura e música.

Durante o último ano do ensino médio, passa a frequentar as aulas de John McCollum e nesse curso conhece Stephen “Steve” Wozniak, e nasce uma amizade com paixões em comum como a eletrônica e a arte de “pregar peças”.

Blue Box ou Caixa Azul

Um dos marcos desse espírito brincalhão da dupla foi a então criação de um dispositivo que realizada chamadas de longa distância de graça, a partir da emissão de um som com frequência de 2600 hertz chamada de “Blue Box”. Esse som servia como “chave do encaminhamento de chamada da rede telefônica”. Eles venderam esse equipamento, incialmente a 150 dólares, quando seu custo era de 40 dólares. O negócio com a Blue Box terminou quando a dupla foi roubada por um cliente armado numa pizzaria. É folclórica a história de que Wozniak, fingindo ser Henry Kissinger ligou para o Vaticano para tentar falar com o Papa João Paulo II. Esse empreendimento seria

considerado por Jobs e Wozniak como um marco para a criação da Apple, pouco tempo depois.

Surge o Macintosh, o iPhone, iPod e a iTunes

Frase de Jobs sobre o curso de caligrafia: “Aprendi sobre letras com serifas e sem serifas, sobre variar a quantidade de espaço entre diferentes combinações de letras, sobre o que torna uma tipografia excelente. Era lindo, histórico, artisticamente sutil de uma maneira que a ciência não pode captar, e achei fantástico”. Esse curso influenciou em muito a tipografia do Macintosh.

SETEVE JOBS (1).png

Em 1976 foi criada a Apple Computer Inc. para comercializar um computador pessoal criado por Wozniak pouco tempo antes. Essa ideia surgiu após ver um folheto sobre microprocessador, a partir de onde teve uma visão de um pacote integrado de um teclado, uma tela e um computador.

O nome Apple surgiu do fato de que Jobs estava em uma dieta a base de frutas e tinha acabado de voltar da fazenda de maçãs.

“O nome pareceu divertido, espirituoso e não intimidante. Apple tirava a pressão da palavra computador. Além disso, nos poria à frente da Atari na lista telefônica” – Steve Jobs.

Uma de suas inovações, foi ramificar a Apple para a área eletrônica, telecomunicações (iPhone), músicas (iPod), integrado com a loja de venda legal de música pela internet (iTunes).

Em outubro de 2003, Jobs foi diagnosticado com câncer de pâncreas e em julho de 2004 foi submetido a uma cirurgia para a retirada do tumor. Em 24 de agosto de 2011, renunciou à presidência da Apple, indicando Tim Cook como seu sucessor.

Steve Jobs faleceu em 5 de outubro de 2011, deixando um legado de fãs e admiradores.

Mensagem no site da Apple por seu falecimento:

“A Apple perdeu um visionário e gênio criativo, e o mundo perdeu um ser humano incrível. Aqueles de nós que tiveram sorte o bastante para conhecer e trabalhar com Steve perderam um amigo querido e um mentor inspirador. Steve deixa para trás uma empresa que só ele poderia ter construído e seu espírito sempre será a base da Apple”. Apple, http://www.Apple.com/steveJobs/ (tradução no texto original em inglês)

Steve Jobs enquanto mentor

Além de ser um dos mais famosos personagens da história da informática, Steve Jobs tinha uma excelente visão empreendedora e de futuro, tinha empatia, criatividade e era ótimo em liderança. Ele era um mestre em influenciar sua plateia a comprar seus produtos.

Steve Jobs mudou a vida de todo o mundo com os seus produtos. Além disso, deixou um legado sobre como fazer apresentações e ter sucesso nelas.

Suas frases vagam pela internet e servem de motivação e aprendizado para muitas pessoas.

SETEVE JOBS (1).jpg

Por Steve Jobs:

“Inovação distingue o líder de um seguidor”.

“Esse tem sido um dos meus mantras – foco e simplicidade. Simples pode ser mais difícil de fazer do que complexo; você tem que trabalhar duro para clarear seu pensamento a fim de torná-lo simples”.

“Seja um parâmetro de qualidade. Algumas pessoas não estão acostumadas a um ambiente onde a excelência é esperada”.

“Não deixe o ruído das opiniões dos outros abafar a sua própria voz interior”.

“Às vezes, a vida vai te acertar um tijolo na cabeça. Não perca a fé. Eu estou convencido de que a única coisa que me fez seguir em frente era que eu amava o que fazia. ”

“Eu sou a única pessoa que conheço que perdeu um quarto de US$ 1 bilhão em um ano… isso ajuda a construir seu caráter. ”

“As pessoas acham que foco significa dizer sim para a coisa na qual você está concentrado. Significa dizer não para centenas de outras boas ideias que existem. Você precisa escolher com cuidado. ”

Publicado por

nemrudenemdelicada

Revista virtual para mulheres nem rudes, nem delicadas, que querem ler sobre assuntos diversos sem estar preso em um site definido para homens ou mulheres. Um canal de informação sem gênero.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: