A força do halterofilismo

weightlifting-2427475_1920Homens fortes e musculosos, mulheres definidas e muito, mas muito bonitas com todas as suas formas esculpidas pelo levantamento de peso (ou halterofilismo), estão por toda parte. E mesmo na atual sociedade em que amar a si próprio e fazer o que ama é um novo conceito de vida, há quem diga que mulher forte é esquisito, mas em que conceito o seu gosto se baseia? Se for apenas particular tudo bem, mas não generalize, tem lindas mulheres halterofilistas, em que nem de longe seus músculos as deixam menos femininas dos que as magérrimas modelos de passarela.

O grande problema da humanidade, e que graças a Deus vem mudando cada dia mais depressa, é a dificuldade de lidar com o diferente, o inusitado, o não formal.

Se pararmos para pensar em liberdade de expressão, nos damos conta, que usar seu corpo como quiser, usar a roupa que desejar, pintar o cabelo de azul, ou seja lá o que for, é liberdade gente! E aonde estão aquelas pessoas que lutaram tanto por isso? Cadê seus seguidores? Estão por aí e nós, aqui da Nem Rude Nem Delicada, apoiamos toda e qualquer liberdade de expressão, desde claro, que não fira a liberdade de outro.

Então vamos voltar ao halterofilismo e entender sobre esse esporte que cresce junto com uma civilização moderna e cheia de expressão.

O halterofilismo ou levantamento de peso olímpico (LPO), é um desporto no qual o objetivo é levantar a maior quantidade de peso possível, do chão até sobre a cabeça, numa barra aonde são fixados pesos.

fitness-1758629

Existem duas modalidades de competição: o arranco e o arremesso, cujo objetivo é desenvolver a potência (força rápida) e também exige técnica, flexibilidade, coordenação e equilíbrio.

No final do século XIX foram organizadas as primeiras competições e a Federação Internacional de Halterofilismo foi fundada em 1905 e instituiu as primeiras classes de peso.

Hoje em dia, o halterofilismo é usado para denominar genericamente outros desportos e treinamentos que envolvem o uso de halteres, como o fisiculturismo e a musculação.

Você sabia que o halterofilismo é o ´nico esporte que possui uma equipe de mulheres das seis nações do Conselho de Cooperação do Golfo? Que inclui a Arábia Saudita, Kuwait, Omã, Catar, Bahrein e Emirados Árabes Unidos.

Os Emirados Árabes Unidos permitiram que as mulheres praticassem o halterofilismo a partir de 2000. Em 2008, a federação do fisiculturismo foi separada do Halterofilismo.

Alguns anos depois foi suspensa a proibição do véu durante a competição, abrindo assim, as portas do esporte para as atletas muçulmanas. Uma pena que o esporte ainda tenha baixo financiamento, já que o estigma contra atletas do sexo feminino ainda é grande.

Regras básicas e fundamentos do halterofilismo

  • As competições ocorrem sobre um tablado de 4×4 metros. Quem levanta mais peso, ganha, assim como que quem deixa a barra cair, está desclassificado.
  • Todos os atletas de uma mesma categoria competem juntos até o limite de 17 competidores, quando nesse caso, são formados dois grupos.
  • Cada levantador pode realizar três tentativas no arranco e no arremesso, e toma-se como resultado oficial o maior peso levantado em cada modalidade.
  • O arranco é o ato de levantar a barra em um só movimento desde o chão até a completa extensão dos braços acima da cabeça.
  • No arremesso, a barra é levantada em dois tempos, com uma parada obrigatória na altura do peito.
  • Pegando-se então o resultado das duas modalidades, quem tiver o maior total é o vencedor da categoria.
  • No caso de empate, ganha o que é menos pesado em sua categoria.

Categorias masculinas no halterofilismo

  • Até 56kg / 62kg / 69kg / 77kg / 85kg / 94kg / 105kg e mais de 105kg

weights-817635_1920

Categorias femininas no halterofilismo

  • Até 48kg / 53kg / 58kg / 63kg / 69kg / 75kg e mais de 75kg
  • São três árbitros trabalhando na competição. Eles são encarregados em determinar se os levantamentos foram válidos ou não.
  • São válidos os levantamentos feitos com os pés alinhados e o peso relativamente estabilizado.

Esporte fascinante, é muito antigo e tem uma grande adesão tanto de homens, quanto de mulheres. O grande objetivo é superar a si mesmo e ao seu corpo e para isso treinam muitas horas durante anos, para então poder chegar a competir profissionalmente.

Publicado por

nemrudenemdelicada

Revista virtual para mulheres nem rudes, nem delicadas, que querem ler sobre assuntos diversos sem estar preso em um site definido para homens ou mulheres. Um canal de informação sem gênero.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: