Mulheres empreendedoras

No último dia 19 foi comemorado o Dia Global do Empreendedorismo Feminino. Esta data foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 2014, e abrange 153 países, entre eles o Brasil, com o intuito de potencializar as oportunidades das mulheres no mercado de trabalho e nos cargos de chefia de áreas ocupadas atualmente, em sua maioria, por homens, como economia, saúde, política e educação.

capas_blog_empreendedorismo_feminino

Em todo o mundo as mulheres vêm se destacando, mostrando sua força e competência nas mais diversas áreas e setores da economia. Seja no comércio, nas indústrias, na prestação de serviços, nos trabalhos autônomos e até mesmo nos negócios digitas, elas vêm alcançando grande sucesso, notoriedade e se tornam verdadeiros exemplos de grandes mulheres empreendedoras.

Uma pesquisa feita pelo Sebrae em 2013 demonstrou que, no Brasil, existem mais de sete milhões de mulheres a frente de negócios no país. No Mato Grosso do Sul, são mais de 103 mil empreendedoras, sendo a maioria na faixa etária entre 40 e 64 anos.

Em um levantamento global feito pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), aponta que, em 2014, 51,2% dos empreendedores que iniciaram negócios foram mulheres, aumentando ainda mais a autonomia financeira das mulheres. Além disso, sua renda tem obtido maior importância no orçamento familiar, levando, inclusive, ao novo modelo familiar em que os homens ficam em casa, cuidando dos filhos, enquanto as mulheres saem para trabalhar no sustento da casa.

O crescimento do empreendedorismo feminismo funciona como equiparação, finalmente, de direito entre os sexos, já que galgando grandes cargos, elas exigem e reivindicam seu papel no crescimento econômico do país.

Porque empreender?

Diferentemente dos homens, que, na maioria das vezes, são impulsionados pela parte financeira, as mulheres não pesam tanto o lado financeiro e sim, consideram muito importante um negócio que traga satisfação pessoal.

expocosmetica-1314552_1280

Uma outra vontade que impulsiona as mulheres a embarcarem na onda do empreendedorismo feminino, é a enorme vontade de fazer a diferença no mundo, trazer algo novo e positivo para a sociedade.

E não só as pequenas empresas são comandadas pelas mulheres, a grande rede Magazine Luiza, é comandada por uma mulher, Luiza Trajano. Uma representação de sucesso, políticas empresariais inovadoras e crescimento exponencial da empresa. Ela é um dos símbolos brasileiros de empreendedorismo feminino.

Luiza Trajano foi considerada pela Forbes, umas das três mulheres mais poderosas do Brasil. CEO da Magazine Luiza, que é considerada uma das maiores empresas do ramo de eletrônicos da América Latina.  Ela lidera em sua empresa uma equipe de mais de vinte mil funcionários espalhados em mais de dezesseis estados do país.

Untitled-design-31

Em uma palestra dada num evento em São Paulo, ela falou sobre a crise e o empreendedorismo:

“Não adianta reclamar ou se rebelar sobre a crise, você deve aceita-la, unir a equipe e focar em vendas. São três os fatores de sucesso: velocidade, qualidade e rentabilidade. E para se alcançar esses fatores é necessário quebrar seus próprios paradigmas, investir em pessoas, porque sem ela você nunca terá a qualidade que almeja.”

Características naturais que favorecem o empreendedorismo feminino

  • As mulheres são mais detalhistas, intuitivas e sensitivas, sendo melhores na gestão do negócio;
  • As mulheres aliam características femininas como sensibilidade, intuição e cooperação com coragem, determinação e iniciativa, fazendo acontecer de maneira mais fácil para elas do que para eles;
  • No empreendedorismo feminino, as mulheres pesquisam e buscam maiores informações sobre o negócio antes de abrirem, tendo assim melhores e maiores informações que podem leva-las ao sucesso.
  • As mulheres também investem em sua mão de obra, e em si mesmas em capacitação, ou seja, pesquisas mostram que a quantidade de mulheres empreendedoras que concluem os estudos é duas vezes maior do que entre os homens.
  • As mulheres também, são mais atenciosas com seus clientes, sendo assim possuem uma rede maior de clientes fidelizados à sua empresa.
  • No empreendedorismo feminino percebe-se também que as mulheres faltam menos ao trabalho, porque organizam melhor sua rotina, conciliando as atividades pessoais com as profissionais de maneira equilibrada e eficaz, sendo assim, dão mais estabilidade ao negócio, já que seus problemas pessoais não têm tanto impacto sobre o dia a dia da empresa.
  • As mulheres também são mais versáteis, polivalentes, mais adaptáveis a situações adversas e têm maior flexibilidade para administrar conflitos, sendo assim excelentes em cargos de lideranças.

Não queremos aqui fazer nenhuma apologia de que as mulheres são melhores do que os homens no mundo dos negócios, mas que o empreendedorismo feminino traz para o cenário empresarial, algumas características próprias e diferentes, que trazem um impacto positivo no dia a dia dos negócios.

Dificuldades na gestão

Ainda há um bocado de dificuldades para as mulheres empreendedoras, já que elas precisam provar com muito mais afinco que são capazes de desenvolver suas funções do que os homens.

E não se trata apenas da dificuldade de diferença de gênero, na crise precisa-se ter uma excelente capacidade de gestão, de manter saúde financeira da empresa, ter habilidade para administrar ameaças e sabedoria e rapidez para aproveitar as oportunidades.

workplace-615375

O empreendedorismo feminino e a quantidade de mulheres hoje, em posições de liderança nos mais diversos ramos, mostra que, finalmente, a diferença de gênero tem cada vez menos influenciado nas decisões de contratação.

Grupos de network são cada vez maiores, visando, justamente, o apoio e divulgação entre as mulheres, como os grupos no facebook de mães e mulheres empreendedoras, aonde elas de ajudam e promovem seus negócios na rede.

Cada vez mais, você encontra mulheres como protagonistas no mundo televisivo, nas empresas, nas palestras, nos treinamentos, em atividades autônomas, inclusive em trabalhos home office, aonde elas aliam a qualidade de vida ao sucesso profissional.

O empreendedorismo feminino veio para ficar, e com isso, vemos finalmente, o avanço real da igualdade de gênero no mercado de trabalho, uma luta feminina de tantos anos de desgaste e luta.

Se você ainda não sabe como empreender, procure locais como o Sebrae, eles têm uma enorme rede de apoio ao empreendedorismo feminino.

Seja você, empodere-se, assuma sua coragem e força e lute por seus sonhos e sua qualidade de vida!

tattoo-2170094

Publicado por

nemrudenemdelicada

Revista virtual para mulheres nem rudes, nem delicadas, que querem ler sobre assuntos diversos sem estar preso em um site definido para homens ou mulheres. Um canal de informação sem gênero.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: