Brasil em Montanhas

O mês de janeiro chegou ao fim, mas não as férias. Ainda temos mais um pouquinho de tempo. Então vamos falar de destinos diferentes. Já falamos de viagens internacionais, de praias e agora vamos falar de serra, de montanhas e locais famosos para aqueles que querem fugir um pouco das tradições praianas.

Mesmo no verão, a serra é um destino maravilhoso e do qual, você pode voltar bronzeada além da conta, já que por ser um local mais fresco, não damos muita bola para o sol.

Também para as férias de julho, que no Brasil “costuma” ser mais frio, a serra tem locais maravilhosos para se visitar e encontrar uma vegetação brilhante e flores lindíssimas.

Curtir um clima típico de montanha é, sem dúvida, uma viagem inesquecível, principalmente para aqueles que vivem nos grandes centros urbanos ou nas cidades litorâneas. Mudança de ares faz bem a qualquer um.

Separamos cinco destinos imperdíveis pelas montanhas brasileiras. Esperamos que você encontre a ideal para curtir seus últimos dias de férias, ou os próximos primeiros.

  1. São Lourenço (MG)

São Lourenço, no estado de Minas gerais, localizado na Serra da Mantiqueira, é um destino perfeito para quem gosta de natureza e atividades rurais. No inverno, a cidade chega a baixíssimas temperaturas e os termômetros chegam a marcar 0°C.

São Lourenço fica a 384 km de Belo Horizonte, 300km de São Paulo e 266km do Rio de Janeiro.

sao lourenço.png

Não deixe de visitar o Parque das Águas, que é o cartão-postal da cidade. O balneário oferece quadras de esportes, fontes de água mineral, banhos relaxantes e várias outras atrações. E é claro, não podemos esquecer, do famoso passeio de Maria-Fumaça, que sai beirando as margens do Rio verde.

Para quem curte atividades rurais, não deve deixar de visitar a Fazenda da Quinta do Cedro ou o Sítio Lagoa Seca.

Uma outra atividade que não você não pode perder é o passeio de balão. Eles são feitos aos finais de semana, começando cedo, ao nascer do sol e dura cerca de uma hora. O balão chega a quinhentos metros de altura e passeia por toda a cidade. Reserve com antecedência, pois a procura é grande e a realização dos voos depende do clima.

  1. Poços de Caldas (MG)

Poçõs de Caldas possui, para começar, o maior teleférico do Brasil. O passeio de teleférico leva até o topo da Serra de São Domingos e é muito disputado. Lá de cima da montanha, a vista é deslumbrante e você pode conhecer o famoso monumento do Cristo Redentor e o Aquário de Poços de Caldas.

Para os românticos, a cidade oferece atrações como a Fonte dos Amores, a paisagem lindíssima da Pedra Balão, os maravilhosos banhos das Thermas Antônio Carlos e as famosas cachoeiras com quedas de dez metros de altura como o Véu da Noivas.

  1. Teresópolis (RJ)

Não só de praia vive o Rio. É claro, que quando pensamos em Rio de Janeiro, pensamos nas praias e sua famosa orla, mas o Rio tem seu lado serra, que em beleza nada deixa a desejar. Teresópolis é um dos mais belos recantos da região serrana do Rio de Janeiro.

Para os que curtem uma aventura, não podem deixar de conhecer o Parque Nacional da Serra do Órgãos, aonde você encontra piscinas naturais, cachoeiras, trilhas, muita Mata Atlântica e formações rochosas belíssimas e enormes como o Pico Dedo de Deus e a Pedra do Sino.

Não deixe de olhar a vista do Mirante do Soberbo e de se divertir no Parque Maguique. E se você curte fazenda e o contato com a natureza, os hotéis fazenda oferecem comida típica, conforto, e muitas alternativas de lazer para todas as idades.

  1. Serra Gaúcha (RS)

A Famosa Serra Gaúcha, cheia de suas cachoeiras e belezas naturais, oferece uma vasta variedade de programas. Encantamento certo para quem conhece as inúmeras atrações do Rio Grande do Sul.

serra daucha.jpg

Se puder, não perca a oportunidade de revisitar a serra no período do Natal Luz, uma festa belíssima com atividades as mais diversas. Com certeza, um Natal com muito brilho e encanto.

Para o verão, além da natureza e dos encantos da montanha, não deixe aproveitar as cachoeiras do Parque Estadual do Caracol, em Canela, e depois, se encantar e se aventurar nos brinquedos radicais do Alpen Park. Assim que o sol se pôr, estique até Gramado para curtir a noite, bisbilhotando as vitrines das lojas da Avenida Borges de Medeiros e se divertindo na charmosa Rua Coberta.

Não deixe também de conhecer a Igreja do Relógio, fazer um passeio de pedalinho no Lago Negro e patinar no gelo no parque Snowland.

A bolsa, é claro, não esqueça de encher com os famosos e saborosos doces das fábricas de chocolate da região, experiência gastronômica imperdível.

  1. Serra Negra (SP)

Se você deseja descansar e ir as compras, a Serra Negra pode ser o seu destino ideal. Cheia de queijos e vinhos artesanais os mais refinados, sua gastronomia é perfeita, com o refine dos melhores locais do interior de São Paulo. Mas se você acha que a cidade se restringe às lojas e restaurantes, está enganado, a Serra Negra tem um grande leque de atrações, das mais variadas, como o teleférico que o leva ao Mirante do Cristo – inaugurado em 1952 e localizado a 1.080 metros de altura, a Disneylândia dos Robôs, o Museu do Vinho e da Cachaça da Família Silotto, a Fazenda Vale do Ouro Verde e o Sítio Chapadão. Nesses últimos você encontra a tradição italiana na fabricação de bebidas artesanais, com um parreiral de mais de cem anos. O local mantém os traços rústicos do passado, sendo uma visita imperdível.

ghost-town-219615.jpg

E aí, escolheu seu destino serrano?

Esse nosso Brasil enorme, é tão cheio de surpresas que fica difícil escolher qual lugar visitar primeiro, mas chuva ou sol, verão ou inverno, o que não faltam são opções.

Boa viagem!

 

 

 

 

5 praias paradisíacas do Brasil

Vivendo e pensando… estudando e trabalhando… assistindo e lendo… e então, comemos e dormimos e acordamos de novo. E a vida vai passando, e também as estações do ano, e também as cidades vão crescendo e a natureza se esvaindo. E quanto tempo perdemos olhando as paredes da nossa casa, do nosso trabalho e quantas vezes esquecemos de olhar o céu por aquela janela fechada por conta do ar condicionado, ou porque a vista não é das melhores?

beach-3100155

Porque não olhar pela janela e aproveitar a realidade? Por mais que a vista não seja, para seus olhos, tão bonita quanto gostaria, ainda assim sempre há alguma arte e beleza para ser vista.

E então chegam as férias…ah… as sonhadas férias! Campo ou praia? Não importa, descansar e viajar é sempre o objetivo. Mas hoje vamos falar de praias

Praias que denominamos de verdadeiros paraísos na terra, e, principalmente, no Brasil, esse Brasil que esquecemos da beleza, que encanta o mundo e que, nós, brasileiros, esquecemos de explorar.

Paraísos na terra

Escolhemos sete praias paradisíacas no Brasil para te convidar a conhecer. Praias que não se deveria morrer sem pisar os pés, sentar e observar o mar em seu movimento de ir e vir. Praias daquelas que sentamos na areia e esquecemos da vida, aonde os mais belos castelos de areia são feitos.

E o seu castelo de areia, aonde você irá construir?

1 – Taipu de Fora, Barra Grande – Bahia

Praia localizada na Península de Maraú, litoral da Bahia, Taipu de Fora tem águas cristalinas, areias brancas, coqueiros aos montes, recifes de corais e piscinas naturais. Um belo lugar para estar com a família ou num fim de semana romântico. Para curtir as piscinas naturais, o ideal é que visite a praia na época de lua nova e cheia, quando a maré abaixa e deixa os recifes mais expostos.

Taipu-Beach

Com mais de 7 km de extensão, a infraestrutura vem crescendo para se adaptar ao turismo, com restaurantes, pousadas e outros serviços. Foi considerada a sexta praia mais bela pelo guia Quatro Rodas e pela revista Viagem e Turismo.

2 – Porto de Galinhas, Ipojuca – Pernambuco

Destino predileto dos turistas brasileiros, Ipojuca fica no litoral sul de Pernambuco. A beleza de suas areias e coqueirais é uma bela escolha para curtir o sol. Suas águas são mansas e tem uma grande quantidade de piscinas naturais. Possui uma excelente infraestrutura, com uma enorme variedade de resorts e pousadas, que faz com que Porto de Galinhas seja um destino irresistível, a não ser, é claro, se pretende sossego no verão. Os passeios de jangada por suas águas cristalinas são imperdíveis, mas chegue cedo para aproveitar a maré, ou não vai conseguir ver grandes coisas ao entrar no mar.

3 – Jericoacoara – Ceará

Jericoacoara, famosa e disputada, localiza-se a 300 km de Fortaleza. Está é, sem dúvida, uma das mais belas praias do litoral cearense. Possui lagoas cristalinas e lindíssimas dunas, mar calmo para curtir e observar sentado à beira-mar. O acompanhante e o acompanhamento são a gosto do freguês. Com a família ou amigos, regado a caipirinha e camarão, quem há de resistir a esse paraíso?

custo-beneficio-jericoacoara-anderps-wikimedia

Partindo de Jericoacoara, pode-se partir em rotas para visitas às praias do Piauí e Maranhão, explorando o delta do Parnaíba e os Lençóis Maranhenses.

4 – Praia do Carro Quebrado, Barra de Santo Antônio – Alagoas

Chegamos em Alagoas, a praia do Carro Quebrado, com seu mar esverdeado, localiza-se na Barra de Santo Antônio. Essa praia é praticamente deserta e considerada uma as mais bonitas do Brasil. Seus arredores são cheios de coqueirais e falésias coloridas, na orla da praia encontra-se algumas casas de pescadores, que em épocas de maré muito alta, são abandonadas. Sem dúvida, um lugar para chamar de seu.

5 – Lopes Mendes, Ilha Grande – Rio de Janeiro

Praia-de-Lopes-Mendes.-Foto-Site-Juntos-a-Bordo.jpg

Área da chamada Serra Verde, Lopes Mendes é uma praia conhecida e muito visitada por surfistas. Localizada na Ilha Grande, é um lugar calmo e muito bom para relaxar. É impressionante os tons verdes e azuis de suas águas transparentes, o fundo de areia clara e macia. Lopes Mendes ainda surpreender os visitantes pela sua vegetação cercada de amendoeiras e abricós, que lhe dão belas sombras para fugir um pouco do sol. Como se não bastasse, no final da praia, há um lugar que deságua um riacho de água doce que vem da restinga.

E lá está você, no meio do oceano, preso numa ilha de onde não dá vontade de voltar.

6 – Praia dos Carneiros, Tamandaré – Pernambuco

06.jpg

Essa praia é um dos locais mais preservados de Pernambuco. Com 6km de extensão, a Praia do Carneiros é cada vez mais procurado por visitantes que procuram paz e tranquilidade em suas viagens. Seu mar é de um verde estonteante, sua areia branca e cheia dos nossos famosos coqueiros. Não se pode deixar de andar pela orla e conhecer a Igreja de São Benedito, uma capela construída no final do século XVII bem em frente ao mar do município de Tamandaré.

7 – Praia da Cacimba do Padre – Fernando de Noronha

Cartão postal de Fernando de Noronha, a praia da Cacimba do padre é, sem dúvida, dona do visual mais famoso da ilha. É também a praia preferida dos surfistas, já que suas ondas são consideradas umas das melhores do país, com seus tubos rápidos e perfeitos. Seu mar transparente, nem é preciso equipamento de mergulho para ver o fundo do mar, os caranguejos nas pedras e a mais bela vegetação.

Suas águas não se definem entre o azul e o verde, mas chegar a Fernando de Noronha e não andar até esse paraíso, é melhor nem pousar o avião.

E se você ainda não se convenceu que viajar pelo Brasil é uma experiência fascinante, espere até ver o que reservamos para quem não gosta de praia nos próximos artigos.

 

 

Os drinks ganham ou não da cerveja?

Drinks pelo mundo…

Fica a dúvida no ar, as bebidas destiladas, os drinks elaborados, ganham da famosa cervejinha ou não? O chope ainda está em primeiro lugar na vida noturna das grandes cidades do mundo?

Se dependesse de alguns sim… Tem muita gente por aí que não gosta do amargo do chope e prefere as bebidas, muitas vezes simples, como a caipirinha.

cheers-839865_1920.jpg

Acho que os fabricantes preferem não divulgar, mas que os drinks são os preferidos das mulheres, não há dúvida. Tem bares já decorados visando agradar o público feminino, como o Arlekin Bar, um espaço onde os proprietários pensam em agradar primordialmente as mulheres, colocando, inclusive secador de cabelo nos banheiros. No bar, bem colorido, tem um espelho legal no banheiro, drinks diferentes e um local para colocar as bolsas, tudo pensado para que as mulheres se sintam confortáveis, pelo menos é o que os donos esperam, já que assumem não entenderem muito da cabeça feminina.

Agora, vamos falar de drinks

Existem bebidas que são especialmente clássicas de acordo com o país ou cidade onde são servidas, como por exemplo, cerveja, bebida naturalmente associada a Alemanha. Existe, inclusive, um tratado internacional que protege as bebidas, como tipos de vinho, de cada local, evitando que um país use o nome do outro para vender o seu, protegendo o consumidor de levar gato por lebre.

Vamos combinar que viagens e bons drinks estão, praticamente, propositalmente interligados, como gêmeos siameses… Experimentar bebidas típicas dos lugares onde se visita contribui para aumentar a sua bagagem cultural e são os selos dos momentos especiais das viagens. Muitas vezes, são a chave de ouro do dia, com álcool ou não.

vw-camper-336606.jpg

Na piscina do hotel ou na beira da praia, não há nada melhor do que um drink refrescante. Nos bares mais badalados ou nos restaurantes descolados, sentar e pedir um bom drink garantirão, certamente, bons momentos, boas risadas e até um jantar romântico… Um clichê mais que especial não é o tal pedido de casamento com a aliança dentro do champanhe? Não quem não se renda a esse charme.

Drinks que você não pode passar dessa para melhor sem provar

Pesquisando curiosamente por aí, trouxemos para vocês os dez drinks mais famosos do mundo, são eles:

  • Dry Martini

    Ele está, com certeza, no topo da lista dos drinks mais famosos e quiçá mais glamorosos do mundo. O Dry Martini é considerado o rei dos drinks, sendo um dos mais consumidos também. Para quem viu James Bond no filme Cassino Royale, lembra bem da cena que rendeu tanto sucesso ao drink.

O Dry Martini possui várias versões com cores e sabores diferentes, mas a receita clássica é bem simples:

  1. London Dry Gin
  2. Vermute Seco.

Para torna-lo mais charmoso, sirva com a azeitona espetada no palito de dente.

cocktail-995574

  • Margarita

    Aí está um clássico que não poderia estar fora da lista. A base do drink é a tequila, sendo um drink forte, bonito e amado, principalmente pelas mulheres. Em diversas versões, com cores e sabores diferenciados, se destaca a Margarita Blue.

 Receita clássica:

  1. Tequila
  2. Licor de laranja
  3. Suco de limão
  4. Gelo
  5. Sal (a ser colocado na borda da taça).

margaritas-1544340_1920.jpg

  • Mojito

    Este é um long drink, originário da Cuba, que foi feito a partir de uma mistura cítrica, doce e refrescante ao mesmo tempo. Possui sabor forte derivados da menta. Sendo um drink perfeito para todas as estações do ano.

Receita:

  1. Rum branco
  2. Folhas de hortelã
  3. Água com gás ou Club Soda
  4. Suco de limão
  5. Açúcar.
  •  Cosmopolitan

Famoso pelo mundo devido a série Sex and the City, já que as protagonistas americanas tomavam habitualmente o drink. E também, devido a isso, acabou por ser taxado como um drink Uma bebida saborosa e perfeita para uma festa moderna e de estilo.

Receita:

  1. Vodca (de preferência sabor laranja)
  2. Licor de laranja (Cointreau)
  3. Suco de limão
  4. Suco de cranberry
  5. Gelo
  •  Piña colada

Este é, sem dúvida, um dos drinks mais consumidos e adorados mundialmente, clássico das praias do Caribe, já que é um drink tropical e, ao mesmo tempo, exótico.

pina-colada-837059_1920

De sabor doce, normalmente, não se consegue beber muitas doses. Perfeito para um dia de sol na praia ou piscina.

Receita:

  1. Rum Bacardi ou vodca
  2. Leite de coco
  3. Suco de abacaxi
  4. Leite condensado
  5. Gelo
  •  Sex on the Beach

Um dos drinks mais famosos do mundo, ele é amado pelo seu sabor suave e adocicado. Sua origem é discutida: o pouco que se sabe é que foi amplamente consumido nos Estados Unidos no início da década de 90. Difícil conhecer alguém que nunca ouvir falar ou provou esse drink.

 Receita:

  1. Vodca
  2. Licor de pêssego
  3. Suco de laranja
  4. Suco de cranberry
  5. Gelo
  •  Bloody Mary

Drink divisor de opiniões, já que a quem os ame e outros que, literalmente, o odeiam. Mas indiscutivelmente, é um clássico. Tem um sabor bastante exótico e possui ingredientes nada convencionais, uma grande mistura de sabores.

 Receita:

  1. Vodca
  2. Suco de Limão
  3. Suco de Tomate
  4. Sal
  5. Pitadas de Pimenta
  6. Molho Inglês
  • Cuba Libre

Nascido em Cuba, sua origem causa um grande debate. Muitos dizem que ele nasceu em 1898, na Guerra de Libertação da Ilha de Cuba. Dizem que, na época, o Capitão Russell, norte-americano, pediu uma dose de rum para misturar com seu refrigerante (Coca-Cola), fazendo referência a suas tropas sobre a liberação de Cuba. Com isso, ao brindar, gritou: “Cuba Libre!” e assim surgiu o seu nome e sua fama. Para quem adora refrigerantes, está aí um drink perfeito.

basic-brand-cuba-libre.jpg

Receita:

  1. Rum (Branco)
  2. Coca-Cola
  3. 1 fatia de Limão.
  • Pisco Sour

Pisco Souré disputado, em sua propriedade e origem, entre o Chile e o Peru. É um drink símbolo de dois países, tendo sua origem no final do século XVI. Muito saboroso e leve, com uma mistura de sabores doce e azedo, é muito refrescante e tem baixo teor alcoólico. Tem por base pisco (aguardente de uva popular no Peru).

 Receita:

  1. Pisco (destilado peruano)
  2. Suco de limão
  3. Xarope de açúcar
  4. Clara de ovo
  5. Angostura
  6. Bastante gelo

 

E agora, quem não podia faltar: a nossa amada caipirinha!

  •  Caipirinha

Originária do Brasil, tem sua origem no interior de São Paulo em meados do ano de 1918. Já é parte da cultura brasileira, sendo famosa nos quatro cantos do mundo. É, sem dúvida, uma das palavras mais faladas pelos turistas, tal como, Carnaval, futebol e feijoada.

caipirinha-517253.jpg

A partir dela, surgiu a caipivodka, aonde substitui-se a cachaça por vodca e pode-se usar outras frutas no lugar do limão.

Receita:

  1. Cachaça
  2. Limão
  3. Açúcar
  4. Gelo

 

Agora, te pergunto, mesmo para os não amantes de bebidas alcóolicas, dá uma vontade danada de provar, não acha? Viajar por aí, e provar os sabores do mundo, que mostram muito do que cada cultura vive e o que revela. Sol ou frio, tem para todas as ocasiões.

O importante é curtir, viajar e aproveitar a vida, porque ela passa!!!

 

CRUZEIROS – UMA VIAGEM MAIS QUE ESPECIAL

Estamos na semana do Natal e início das férias mais longas do ano, onde as aulas param um pouco, o sol brilha escaldante e viajar é jornada de descanso e relaxamento para corpo e mente. Algumas pessoas preferem o campo, hotéis fazenda, outros preferem praias, resorts e toda a infraestrutura que eles oferecem. Tem ainda os que preferem o estilo mochila nas costas, dormindo em albergues, e os que preferem as pequenas pousadas em locais diferentes com ecoturismo e etc. Tem ainda os amantes das grandes cidades, que aproveitam as férias para conhecer as mais diferentes áreas metropolitanas, suas histórias e suas noites encantadoras.

cruise-1578528

Mas hoje, nosso foco, são as viagens nos famosos e grandiosos cruzeiros que levam pessoas de uma ponta a outra do planeta. Uma viagem, muitas vezes, de luxo e diversão, com grandes aventuras e, como dizem os amantes dos cruzeiros, acontecimentos inesquecíveis.

É engraçado dizer, mas existem sim cruzeiros mais ideais para famílias, com crianças pequenas ou não, para casais e para solteiros, existem até mesmo os especializados num ou outro grupo. Então, escolha bem o que quer que aconteça nas suas férias e pesquise bem antes de escolher em qual navio embarcar…

Agora, algumas dicas, para você não errar na escolha, e como passar pela experiência de uma maneira incrível. O melhor cruzeiro é aquele que vicia, aquele que você não quer que acabe, não é mesmo? Então, mãos à obra!

Enjoo

*Se você acha que tem a possibilidade de enjoar, prefira os navios maiores, pois eles não balançam quase nada, ainda mais se não cruzarem os grandes oceanos, como os cruzeiros que viajam pela costa brasileira. É claro que, se houver uma tempestade em alto mar, pode até balançar, mas com um navio de 15 andares de pura diversão e lazer, tenho certeza que vai passar desapercebido. No entanto, por precaução, leve um comprimido para enjoo na bagagem.

*Outra dica para os enjoos é escolher as cabines do meio para a popa do navio, porque estas balançam menos que as demais.

A escolha da cabine

*Se puder, escolha as cabines com varanda e vista para o mar. É um sonho acordar e tomar o café da manhã olhando para aquela imensidão azul. Você pode marcar a hora do serviço do café da manhã no quarto, com tudo escolhido por você e sem custo algum. Coloque na lista de prioridades para os primeiros dias, aonde ainda quer descansar e não começou a fazer amigos!

*Se valores são importantes, lembre-se que quanto mais alto for o deck, mais cara é a cabine, ok? Então pesquise bem e não saia escolhendo pelo seu número de sorte, ou data de aniversário, ok? Você pode ser pego de surpresa!

water-1555170

Refeições

*Todas as refeições estão incluídas no preço do cruzeiro e os navios possuem inúmeros restaurantes, inclusive alguns pagos, ou seja, não incluídos no valor do pacote. Mas você não precisa gastar dinheiro neles se não for de seu agrado.

*O café da manhã também pode ser tomado no Windjamer Café. Tipo um buffet, que funciona praticamente 24 horas ou no restaurante principal do navio, com serviço a La Carte, sendo que nesse último, têm horário definido e mais curtos e lugares marcados. Já no outro, que tem o serviço de buffet, você tem uma enorme variedade de opções.

*No restaurante principal do navio, normalmente enorme, muitos de até 3 andares, a comida é muito fina com entrada, prato principal e sobremesa, podendo você repetir ou pedir mais de um prato sem problema algum.

*Se não bastasse tudo isso, ainda tem os outros restaurantes, bares e pizzarias, para sua diversão. O perigo é que eles ficam sempre próximos às lojas de grife e os Free shops… Na área da piscina durante todo o dia, há uma máquina de sorvete self-service também gratuita. É bom se controlar, ou volta rolando do navio…

*Sobre as bebidas, lembre-se que estão incluídas no preço: água, chá gelado, limonada e café. Você também pode comprar pacotes que incluem refrigerantes e bebidas alcoólicas.

NÃO ESQUECENDO DE NADA

*Lembre-se que o check-in é feito até três dias antes da partida do navio e pela internet.

*O embarque ao navio, fecha normalmente, uma hora antes da saída, então chegue com bastante antecedência, pois o embarque é bem demorado. Garrafas de água e pequenos lanches enquanto estiver na espera do embarque, são recomendados, assim como bonés e protetores solares.

*Apesar de só liberarem as cabines duas horas antes da partida, você pode ir até o bar ou a piscina, jacuzzis e olhar todas as atrações do navio. Então, leve uma bagagem de mão com suas roupas de banho, já que suas malas só estarão na sua cabine, provavelmente, à noite.

Excursões pelo caminho

*Não vale muito a pena comprar excursões dentro do navio, existe a possiblidade de ao descer em ilhas ou cidades. Negociar com um taxista e fazer um city-tour. Se você está a fim de relaxar, pode aproveitar a hora em que o navio esvazia para curtir, praticamente, um navio particular…

*Lembre-se sempre que tem hora para retornar, e não se aventure por caminhos desconhecidos nas paradas, fique sempre em grupo e atento ao trânsito e hora de retorno.

CONECTADO

*Não se preocupe som internet, trabalho, celular! Você está de férias! Tah… sei que é impossível! Mas fique tranquilo, os grandes cruzeiros têm televisão a cabo e wi-fi, mas este é pago à parte.

Pense em realmente aproveitar esses dias e se desconectar, aproveitar para curtir o luxo e a atenção privilegiada que os tripulantes dão. São muitas atividades internas que nem mesmo sentirá necessidade de sair do navio para fazer nada. Você terá atração suficiente para se manter ocupado por toda a viagem.

Agora as melhores rotas… Aquelas que você não pode deixar de fazer!

  • Patagônia – 6 dias

A temporada na Patagônia vai de setembro a abril. Você vai navegar entre geleiras e com sorte ver as baleias azuis.

ROTA: Puerto Montt/Puerto Aguirre/Quitralco/Castro/Puerto Montt (Chile)

argentina-2579058

  • Republica Dominicana, Virgens e Anntigua – 8 dias

São belíssimas as ilhas e praias de Antilhas. É uma viagem pequena e com custo mais baixo, ela começa e termina em Guadalupe.

ROTA: Guadalupe (Antilhas), La Romana/Ilha Catalina (Rep. Dominicana), Tortola/Antigua (Antilhas), Fort-de-France (Martinica) e Guadalupe (Antilhas).

  • Noruega – 12 dias

A Noruega tem uma costa de pouco mais de dois mil quilômetros, com lindas montanhas a beira do mar e as cidades são magníficas. Ela é também uma das áreas mais bem preservadas do mundo.

ROTA: Kiel (Alemanha)/Hellesylt/Geiranger/Honnigsvag/Tromso/Leknes/Trondheim/Andalsnes/Bergen (Noruega) e Kiel (Alemanha).

  • Transatlântico de Papete para Auckland – 13 dias

É uma ótima opção para quem tem pouco tempo para viajar. Vai do Chile em direção as ilhas mais lindas do mundo.

ROTA: Valparaíso (Chile)/Bora Bora/Rarotonga/Cook Islands/Nuku Alofa/Lautoka/Auckland (Nova Zelândia) e Auckland (Nova Zelândia)

  • Ilhas Gregas, Turquia e Egito – 23 dias

Impossível alguém dizer que não gostaria de fazer uma rota dessas. Começa por Roma, na Itália e percorre o Mar Meditarrâneo até Istambul, na Turquia.

ROTA: Civitavecchia (Roma)/ Corfú (Grécia)/Kotor (Montenegro)/ Dubrovnik/ Veneza (Itália)/ Katakolon/ Santorini/ Nauplia/ Atenas/ Heraklion (Grécia)/ Porto Said/ Alexandria (Egito)/ Rodes (Grécia)/ Kusudasi (Turquia)/ Agia Anna (Mykonos) e Istambul (Turquia).

greek-islands-2485940

  • E não se esqueça do litoral brasileiro em que os cruzeiros fazem várias paradas, de Santos até a américa do Sul ou as rotas menores, que vão se Santos, passando por Búzios, Salvador e Ilha Bela. E não esqueçamos dos trajetos que vão até a ilha grande, aonde você vê uma natureza e um mar sem igual

Sem dúvida, viajar em cruzeiros é uma experiência que todos deveriam experimentar quando possível, mesmo que numa rota pequena no litoral brasileiro. Também temos os cruzeiros temáticos, com shows de cantores e bandas famosas, que vêm encantando e instigando mais e mais pessoas a experimentar essa tão antiga forma de viajar!

Com ondas, e vento no rosto, candelabros no teto, e mesas finamente arrumadas, viajar em cruzeiros é, sem dúvida, uma experiência imperdível.

Médicos Sem Fronteiras

Vivemos num mundo muito complicado hoje em dia. Muitos desacreditam da raça humana, com suas disputas e guerras incessantes. Vemos egoísmo em todo lugar, no entanto, ainda há uma pequena luz que se acende no meio desse caos.

O ser humano foi criado para amar e muitas organizações vem juntando essas pessoas de bem para ajudar a outras. E quando vemos um movimento desse porte, como o “Médicos Sem Fronteiras”, percebemos que a raça humana não está totalmente perdida, ainda há muita gente de bom coração nesse mundo.

Basta conseguirmos unir essas forças do bem, e criar nossos pequenos apoiados no conceito da compaixão e amor ao próximo, que acredito que podemos mudar o mundo, ou uma boa parte dele.

Vejam o bem se mostrando: estamos no outubro Rosa e os laços de fita se espalham pela internet e pelas roupas nas ruas. E assim como esse, muitos outros movimentos se apresentam na internet, unindo pessoas em prol de um bem maior.

mae

Médicos Sem Fronteiras

O Médicos Sem Fronteiras é uma organização humanitária, fundada em 1971, na França, por jovens médicos e jornalistas, que atuaram como voluntários no fim dos anos 60, na Nigéria. Essa organização, leva cuidados de saúde à pessoas afetadas por crises humanitárias, e chama a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes em todo o mundo. Ou seja, a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras, associa ajuda médica e sensibilização do público, sobre o sofrimento de seus pacientes, seja em locares de guerra ou não, dando visibilidade a realidades que hoje estão negligenciadas.

Em 1999, o Médicos Sem Fronteiras ganhou o prêmio Nobel da Paz.

O objetivo

Seu maior foco é, sem dúvida, acima de tudo, o atendimento médico. Eles levam assistência e cuidados preventivos a quem precisa em qualquer lugar do mundo. Se a atuação médica não for suficiente para garantir a sobrevivência de determinada população, como os casos de extrema urgência, eles podem fornecer agua, alimentos, saneamento e abrigos.

Sua atuação segue fielmente às regras da ética médica, principalmente o dever de oferecer auxílio sem prejudicar qualquer pessoa ou grupo. É uma organização imparcial, garantindo aos pacientes o direito à confidencialidade. Segundo o código de ética profissional, os médicos têm direito a serem imparciais tanto politicamente, como religiosamente, logo, ninguém pode ser punido por exercer a atividade médica, seja qual for a circunstância, e isso se estende aos beneficiários desse atendimento.

Aonde eles estão?

Os principais contextos onde os Médicos Sem Fronteiras atuam, são em conflitos armados, epidemias, catástrofes naturais e situações que envolvem refugiados e deslocados internos. Eles oferecem cuidados em relação a saúde em caso de extrema urgência.

Eles estão presentes também em locais onde a população sofre com a falta de acesso a assistência médica.

No Brasil, enquanto organização, a Médicos Sem Fronteiras, atua de forma independente, neutra e imparcial. Eles escolhem de acordo com critérios internos da organização, onde, como e quando atuar.

Um projeto pode ser desencadeado dentro da organização pela existência de uma situação de crise que necessita de uma resposta humanitária emergencial, como também a pedido de organizações internacionais, dos governos ou mesmo de outras organizações não governamentais, e ainda, pela identificação de uma demanda de saúde específica, que eles consideram que podem contribuir de forma relevante.

Como atuam

Eles analisam os locais de acordo com o contexto, número de pessoas afetadas, as necessidades de saúde, as condições de vida, água e saneamento, o ambiente político e a capacidade local de responder ao problema. Com base nesses dados, eles analisam e decidem se irão ou não atuar naquele país, levantando as prioridades, montando a equipe que entrará em ação e considerando os recursos necessários para iniciar o projeto.

Quando acontece uma catástrofe natural, ou seja, uma emergência repentina, a atuação deles pode ser viabilizada entre 48 e 72 horas. Eles têm um sistema de logística extremamente eficiente, com padronização dos métodos de trabalho, a manutenção de estoques e a experiência dos profissionais.

MEDICOS-SEM-FRONTEIRA-1

Para se ter uma ideia, em 1980, a organização Médicos Sem Fronteiras, passou a utilizar kits personalizados e adaptados para cada contexto. Esses são organizados, pré-embalados e prontos para a viagem, sendo atualizados e aprimorados continuamente. Esses kits contêm medicamentos, suprimentos e equipamentos básicos, atendendo desde campanhas de vacinação até a montagem de um hospital inflável.

Sem dúvidas, diante de uma organização humanitária de tamanha qualidade e comprometimento, ficamos pasmos e esperançosos de ver, no futuro, uma sociedade mais justa e igualitária. Um ser humano menos individualista, menos materialista e mais gentil.

flower-363278_1920

Não falamos de gentileza no sentido de abrir uma porta ou dar bom dia ao vizinho. Falamos da gentileza em ajudar pessoas que caem nas ruas, velhinhos que precisam de sentar nos transportes públicos, de tentar se colocar no lugar do outro antes de proferir palavras agressivas ou sequer pensar em julgá-lo.

Antes de jogarmos pedras nas pessoas, tentemos nos enxergar no lugar deles. O que ele está sentindo? O que será que aconteceu na vida dele para deixa-lo tão esquivo e mal-humorado? Como eu posso tornar o dia dele melhor?

A mente humana pode ser sim controlada por você, mas lembre-se que o coração humano não aceita correntes, então seu limite de crescimento é infinito. Vide as mães que a cada filho que nasce, percebem que mão precisa dividir o amor, o coração cresce junto com o sentimento.

Faça a sua parte: elogie uma pessoa por dia e veja o que acontece!

Bicicleta como lazer, transporte, turismo e esporte

Ciclismo

A indústria de bicicletas vem crescendo em todo mundo, devido a crescente conscientização e preocupação da população com a proteção ambiental e a sustentabilidade.

Esse tipo de transporte nos traz lazer, bem-estar, saúde, alegria e diversão. Além de ser um transporte não poluente, trazendo inúmeros benefícios para a sociedade como um todo, pois não emite os gases nocivos à saúde, como: carros, ônibus, e etc.

Andar de bicicleta é um excelente exercício físico, fortalecendo a musculatura, melhorando a função respiratória, circulatória e cardiovascular. Também estimula a produção de serotonina, que faz com que as pessoas se sintam mais felizes.

bike-190483_1280.jpg

Uma ótima pedida para os dias em família, além de integração e lazer, desenvolve o sistema de coordenação motora das crianças. Depois de passar um tempo esquecida nas garagens dos prédios, retorna ao mercado com força total, contando com incríveis modelos de bicicletas para todos os gostos.

Como escolher a minha bike?

Ao escolher o seu modelo, leve em consideração o conforto, peso, qualidade da marca e claro, aprovação pelos órgãos governamentais responsáveis. Cheque as avaliações com relação a resistência e segurança.

Se deseja praticar Mountain Bike, escolha um modelo próprio para isso, devido aos desníveis que serão encontrados na prática do esporte. As MTB normalmente têm pneus mais largos e quadros reforçados, além de tipos de marcha para cada inclinação de terreno.

Você sabia que existem aplicativos só para lhe ajudar na prática do ciclismo?

Pois é, a tecnologia está em todo lugar e os aplicativos de celular para ciclismo contam consumo de calorias, monitoram treinos e ainda te mostram os melhores trajetos.

Alguns deles são:

  • Garmin Connect → mede velocidade, distância, e ainda conta com um sistema de integração em tempo real com outros ciclistas conectados.
  • Instant Heart Rate → mede os batimentos cardíacos a partir de uma câmera.
  • Ride ID → armazena seus dados médicos em caso de emergência.
  • BikeCal→ fica de olho nas calorias gastas.
  • BikeDoctor 2 → soluções de problemas mecânicos da bike.
  • Cyclemeter→ mede consumo calórico, velocidade média e máxima e batimento cardíaco.
  • Ostrava → além dos monitoramentos completos, ainda mostra o trajeto no Google Maps. Você, inclusive, pode cadastrar trechos e competir entre usuários do sistema.

A bicicleta traz a possibilidade de respirar ar puro e ver a natureza enquanto passeia, e ainda é ótima para ser usada em visitas a parques, praças e museus.

woman-2711279_1920.jpg

Existem também outras opções de esportes para a bike, como a Cross bike, aonde ocorre o ciclismo por trilhas e florestas.

Agora pegue a sua bicicleta enferrujada, conserte e vamos pedalar!

Prevenindo doenças e cuidando da saúde

Usar a bike como atividade física, atua em diversas partes do seu corpo: na queima de calorias e gorduras; fortalecimento dos músculos dos braços, pernas, barriga e bumbum; melhora a circulação cardiovascular; estimula o sistema imunológico, tornando o organismo propenso a combater vírus e bactérias; reduz os níveis de triglicerídeos; previne doenças crônicas como obesidade e colesterol alto, entre outros benefícios…  Ela é uma academia completa e ainda te proporciona estar em família ou grupo de amigos, ver a natureza, olhar o céu, as nuvens, as pessoas e respirar a céu aberto!

 A bicicleta como hobby

O turismo europeu é bastante voltado para o ciclismo. Modalidades como o Bike Tour, BikeBoat Tour (que são bicicletas e barcos, combinados na mesma atividade) e a Road Bike (passeios de bike na estrada) já contam com o apoio de empresas de turismo especializado nesses tipos de eventos.

No Brasil, já existem grupos organizando passeios de bike, mas pensando e comparando a outros países, em relação aos investimentos em ciclovias, ainda estamos engatinhando.

Bicicleta como esporte

enduro-1474268_1920

Sabemos que o ciclismo é um esporte em si, mas de forma geral, abrange várias modalidades. Dentre elas, uma novidade é o radball, que é um futebol de bicicleta, tal como o velho futebol de salão, sendo que os gols são feitos de bicicleta.

Outras atividades já são mais conhecidas por aqui: o Cross Bike, cheio de saltos, mais radical, para os viciados em adrenalina; e o Speed, ou ciclismo de estrada, é o mais indicado para quem curte velocidade e bicicletas leves.

Mas não complique senão é seu objetivo, basta colocar uma roupa bem confortável e sair pedalando por aí. Não se preocupe com trilhas, pistas ou locais específicos para praticar.  Sinta o vento na pele em longas descidas, em traçados retos ou sinuosos, com prazer e segurança.  Mais simples e saudável que isso, impossível.

 O Moutain Bike é muito difundido, com muitas competições, trilhas e grupos. Mesmo sendo mais dispendioso, é necessário se deslocar até locais específicos para a sua prática. O que vale nesse tipo de esporte é o contato com a natureza e as novidades descobertas em cada pista.

Sem timidez! Os iniciantes são sempre bem-vindos aos grupos de ciclismo, que são organizados para acolher bem os novatos, sendo muito fácil se entrosar.

Ciclismo na Europa

A indústria ciclista na Europa emprega mais pessoas hoje do que as de aço, por exemplo. E o governo Europeu percebeu que investir nessa indústria lhe fornece um retorno econômico muito maior do que imaginava. Sendo assim, passou a investir em ciclovias e estimular a população a usar a bicicleta como meio de transporte, recebendo um ganho adicional nas despesas com transporte público, nas alterações climáticas e no orçamento da saúde.

Não tardou para os europeus terem consciência do uso da bike como transporte público, ou complementar a este, já que é mais rápido, prático, saudável e não poluente. Combinação perfeita com inúmeros benefícios.

Por exemplo: você sabia que os carros, em um engarrafamento, transitam, em média, a uma velocidade de 15 a 20km/h e a bike a uma velocidade de 16 a 32 km/h? Olha só que diferença!

O velho continente, já vem colhendo os frutos de sua decisão de investir no ciclismo há bastante tempo.

Com o aumento do uso de bicicletas, o continente pode comemorar:

  • Menores índices de poluição
  • Redução do estresse e do sedentarismo
  • Gerações mais saudáveis
  • Redução do orçamento da área de saúde
  • Melhora no desenvolvimento infantil, pois os pequenos já entendem, desde os anos mais tenros, que as bikes serão uma presença constante em suas vidas.

 beach-1838331_1920

Melhores lugares para se andar de bicicleta na cidade do Rio de Janeiro:

  1. Orla da praia de Copacabana, Ipanema e Leblon

Com um caminho linear de nove quilômetros de uma vista maravilhoso e uma excelente estrutura, torna o ciclismo um lazer muito prazeroso.

  1. Orla da praia da Barra da tijuca, Reserva, Recreio, Macumba e Prainha.

Não tão linear e fácil como o anterior, já que sua extensão é de vinte e cinco quilômetros. A presença da natureza é mais forte nesse trajeto, pois o local tem menos interferência comercial. Ainda dá para um mergulho gelado na Prainha na parte da manhã! a água gelada no período da manhã.

  1. Lagoa Rodrigo de Freitas

Saindo um pouco da praia, este trajeto ainda é a uma das melhores pedidas da cidade para o ciclismo. No caminho você poderá ver o Cristo Redentor, a Pedra da Gávea, o Morro do Cantagalo, entre outros verdadeiros cartões postais da cidade. O clima também é mais ameno, para quem não curte muito calor e sol. A ciclovia tem uma extensão de 7,38 quilômetros e possui demarcações a cada cem metros.

O que falta para você começar hoje a andar de bicicleta? Vamos lá: escolha seu modelo ideal, modernize a sua velha bike, compre um capacete para sua segurança, e saia pedalando por aí. Você não vai se arrepender, os ganhos são maiores do que você! Espero te encontrar por aí!

 

O CAMINHO DE SANTIAGO E O EXERCÍCIO DA PACIÊNCIA

france-2451836

O que é o Caminho de Santiago?

Os Caminhos de Santiago são os percursos percorridos por peregrinos que vão em direção a Santiago de Compostela, desde o século dezenove, para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior, cujo sepulcro deve se encontrar na catedral de Santiago de Compostela.

Na Europa Medieval, essa peregrinação foi uma das mais concorridas, só sendo superada pela Via Francigena, que era uma peregrinação com destino a RomaJerusalém.

Por um tempo esquecida, nos anos de 1980 o Caminho de Santiago voltou a ganhar popularidade e cresce ano a ano substancialmente, mesmo sem motivos religiosos. O Caminho de Santiago tornou-se um itinerário espiritual e cultural de primeira ordem, que é percorrido por dezenas ou centenas de milhares de pessoas todos os anos.

Os caminhos percorridos por essa peregrinação são espalhados por toda a Europa. O Caminho de Santiago é geralmente feito a pé, mas também pode ser feito de bicicleta, a cavalo, ou até de burro.

O Caminho de Santiago é associado popularmente há séculos à Via Láctea, por supostamente indicar o caminho para Santiago de Compostela à noite. Via Láctea é um dos nomes dado ao Caminho e um dos nomes populares da galáxia em Espanha e Portugal é Caminho ou Estrada de Santiago.

Se preparando para fazer o Caminho de Santiago

  • Prepare seu corpo

Você deve ter um prepara físico, uma das coisas que você pode fazer é caminhar por uma hora todos os dias durante a preparação para fazer o Caminho de Santiago. Use, de preferência, botas que irá calçar na viagem, assim seus pés já vão se acostumando com o formato do calçado, diminuindo o provável aparecimento de bolhas que podem surgir durante a sua caminhada.

  • Faça um check-up
    Não deixe de fazer exames de rotina com seu médico, principalmente a parte cardíaca.

Caminhar por vários dias, vários quilômetros requerem que sua saúde esteja em dia.

É importante consultar um ortopedista para prováveis dor nas pernas, e não esqueça do dentista. Ninguém merece ter dor de dente no meio da viagem.

  • Se informe

Pesquise sobre tudo da viagem, em vários locais da internet e revistas, converse com pessoas que já fizeram o Caminho de Santiago. Saiba como ele surgiu, suas tradições, personagens, pontos principais do trajeto, pontos de apoio e demais dúvidas e informações.

  • Viva o essencial

Leve o mínimo possível de roupas e itens pessoais em uma mochila. É importante que a mochila seja de material leve, porque senão ela pode pesar demais, até mesmo que as roupas e itens que você precisa.

spain-2451831

Sua mochila não pode ser mais pesada que 10% do seu peso corporal.

Ressaltando que um dos principais ensinamentos do Caminho de Santiago é saber viver com o essencial.

  • Planeje com eficácia os gatos da viagem

Esqueça os gastos com a parte aérea, você pode gastar apenas mil euros para fazer o Caminho de Santiago, por 30 dias, no entanto para você isso precisará dormir em albergues municipais, fazer sua própria comida e deixar gastos não essenciais para trás.
Existem também albergues privados, o Menu do Peregrino nos restaurantes pelo Caminho e os menus do peregrino, assim você pode ficar mais confortável por 1.400 euros.

Divida o total do dinheiro a ser gasto pelo número de dias.

  • Observe seus limites e não os ultrapasse

Todos os dias há uma etapa do Caminho de Santiago que você terá de cumprir. Essas etapas têm em média vinte e dois quilômetros entre o início e o final. Entretanto, se você se sentir muito cansado ou alguma coisa lhe acontecer, pare na próxima cidade e recomece no dia seguinte.

  • Use uma bengala ou cajado

Todo o terreno do Caminho de Santiago é muito acidentado, com muitas subidas e descidas, sendo assim i cajado será muito útil durante o trajeto, ajudando em impulso na subida e auxiliando a segurar a velocidade nas descidas, prevenindo assim forçar muito os joelhos.

  • Esteja de coração aberto para conhecer novas culturas
    Você terá pessoas de todas as partes do mundo ao seu lado, com crenças, cultura e classes sociais diferentes. Todos buscam a rota de Compostela para reflexão a aprendizado. Procure aprender e observar a todos para que aprenda muitas coisas com todos que cruzarem seu caminho.

spain-2456197

  • Por alguns momentos, caminhe sozinho

Aproveite nessas horas para se observar mais, se conhecer. Longe dos ruídos do cotidiano, você pode resgatar antigas lembranças importantes que quase foram apagadas e estavam, até agora, escondidas em seu subconsciente.

  • Segure sua ansiedade
    À medida que você avança nos quilômetros do percurso, a vontade de chegar logo, aumenta. Se você não segurar a ansiedade, a etapa fica mais longa e cansativa. Um dos maiores propósitos do Caminho de Santiago é desenvolver a sua paciência.

 

Se você não se sentiu tentado a fazer do Caminho de Santiago sua meta de viagem para hoje ou o futuro, escolha outra viagem, mas estabeleça um sonho e escreva em algum lugar, isso irá motivar sua vida para o alcance de seu sonho.

Fontes: G1 / Wikipédia

Os encantos de Machu Picchu

Quando o assunto é uma viagem inesquecível para fora do país, mas sem muita burocracia, um dos primeiros lugares que deve ser considerado é Machu Picchu. Localizada no Peru, ela é também conhecida como “A cidade perdida dos Incas” e, com certeza, é um dos lugares mais incríveis do mundo. Recheado de história, o vale recebe milhares de pessoas todos os dias, que saem encantadas com a beleza e a cultura do lugar.

machu-picchu-1163480.jpg

Na hora de organizar uma viagem para Machu Picchu, deve-se levar em consideração algumas coisas. O ingresso para o parque deve ser comprado com muita antecedência, assim como a passagem de trem que leva a ele. Este é o único meio de chegar até lá, a não ser que você prefira optar por uma caminhada de quatro dias e três noites. Quanto à hotelaria, quase todos os visitantes passam as noites e ficam hospedados em Cusco, outra cidade encantadora e com uma variedade cultural imensa. Aqueles que já fizeram a viagem recomendam ficar no mínimo sete dias para poder aproveitar e conhecer todas as maravilhas arquitetônicas, feiras e lojinhas que a região oferece.

A cidade fica localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude. Seu nome significa “velha montanha”, e é cheia de pirâmides que foram construídas em degraus, templos e diversas outras coisas, todas em pedra e adobe. Nos tempos antigos, animais como lhamas e alpacas eram criados lá, e hoje em dia ainda pode-se encontrar alguns durante sua viagem para Machu Picchu.

A época do ano mais indicada para uma viagem para Machu Picchu é o inverno, ou seja, entre os meses de maio e setembro, pois o clima é seco. No verão, chuvas torrenciais acontecem na maioria dos dias, o que pode afetar a visita, tendo em mente que a maioria dos passeios da região são ao ar livre.

Também é importante saber antes da sua viagem para Machu Picchu que os ingressos não são vendidos no parque. Você os encontra em Cusco, Aguas Calientes ou ainda no próprio site do governo peruano. Nele, pode-se encontrar três opções: Ingresso só para Machu Picchu, para Machu Picchu + Huayna Picchu ou ainda para Machu Picchu + Montaña.

O ingresso para Machu Picchu permite acesso somente ao parque, enquanto o de Machu Picchu + Huayna Picchu também permite acesso a trilha que leva para a montanha Huayna Picchu. A caminhada é de mais ou menos uma hora, e a chegada proporciona uma visão do alto de Machu Picchu. Todos os que fizeram a trilha a recomendam e dizem valer o esforço. Já a Montaña fica do outro lado da Huayna Picchu e exige cerca de uma hora e meia de caminhada.

Se você possui um espírito aventureiro e quer tornar a sua viagem para Machu Picchu ainda mais inesquecível, pode optar por trocar o passeio de trem que leva até a cidade pela famosa Trilha Inca. Ela leva quatro dias e deve ser agendada com muita antecedência, até antes da compra do ingresso para o parque. Indo por ela você vai ver de perto paisagens incríveis, muitas subidas, descidas, montanhas e selvas. Existe também uma outra trilha alternativa, a Trilha Salkantay. Esta leva cinco dias e é bem menos concorrida que a Trilha Inca, então pode ser agendada poucos dias antes. Vale lembrar que para fazer essas trilhas é necessário um ótimo preparo físico, pois além das dificuldades do caminho, você vai andar com uma pesada mochila nas costas.

machu-picchu-1018768.jpg

Quanto ao passeio em Machu Picchu, pode-se fazê-lo acompanhado de um guia ou por conta. Se preferir optar por um guia, você pode encontrá-los na entrada do parque, oferecendo seus serviços, mas não esqueça que as línguas usadas por eles são sempre o espanhol ou inglês e os passeios são normalmente em grupos de dez pessoas cada, mas podem ser feitos também de maneira individual. Se preferir fazer seu passeio na viagem para Machu Picchu de forma independente, pode-se encontrar em Cusco vários guias e livretos com informações sobre a cidade.

Entre os viajantes que já presenciaram, é unanimidade a resposta de que a hora mais incrível de sua viagem para Machu Picchu foi ver o nascer do sol na cidade. Por isso, se você quer ter essa experiência maravilhosa, vá dormir cedinho no dia anterior e esteja preparado para pegar o primeiro trem, que sai às cinco horas.

Lembre-se que como você vai estar em uma altitude muito maior do que está acostumado, alguns inconvenientes podem acontecer. Enjoos e tonturas são bem comuns, então se prepare bem e leve algum remédio na mochila, se achar necessário. Não se esqueça também que você vai caminhar muito, logo, um tênis confortável, água e um lanchinho são imprescindíveis.

Se você é daquele tipo que adora um souvenir, não se esqueça de carimbar seu passaporte com o carimbo especial de Machu Picchu. Ele é gratuito e pode ser encontrado na entrada do parque. Assim, você lembrará para sempre da sua incrível e marcante viagem para Machu Picchu!