MEDICINA ALTERNATIVA

EVITANDO OS REMÉDIOS ALOPÁTICOS

Passamos os últimos anos nos entupindo de tudo o que a ciência criou para curar e tratar doenças. E somos gratos a Deus e aos pesquisadores por isso.

No entanto, precisamos relembrar que há milênios existem muitas alternativas bem mais saudáveis para cuidar do corpo e da mente, usando ervas, frutas, flores e variados tipos de substâncias naturais que podem também ajudar, tratar e curar várias enfermidades.

E tudo isso vem agora à tona com a chegada das alergias alimentares, intolerâncias e a famosa sustentabilidade que o nosso mundo tanto precisa.

precious-1432335

Medicina alternativa

Já há tempos que os chineses, os índios e outros povos usam a natureza para se cuidar e sobreviver. E não é de hoje que muitos terapeutas e médicos também começaram a resgatar tudo isso com os fitoterápicos, florais e receitas caseiras.

Como isso tudo funciona?

A medicina alternativa natural, chamada por alguns de naturoterapia, consiste em alternativas aos tratamentos convencionais, como a alopatia, fitoterapia e terapias holísticas.  Claro que é muito importante avaliar a relação de seu uso com o quadro clínico de cada pessoa.

Essas terapias querem estabelecer um equilíbrio entre os medicamentos utilizados e a conduta emocional do paciente, saindo do tratamento mecânico e sistêmico.

Sim, a medicina alternativa funciona, mas deve-se leva-la de maneira adequada, para que os resultados sejam efetivos e os efeitos colaterais sejam os menores possíveis, mesmo se tratando de uma terapia natural.
Também vale destacar que as terapias naturais são recomendadas apenas em patologias mais brandas, e com consentimento de um médico. No caso de doenças mais graves, ou com alto grau de transmissão, é indispensável o tratamento convencional, já que, além de diminuir os sintomas, impede que a doença se propague entre os demais indivíduos da sociedade.

HISTÓRIA

O pai da medicina ocidental, o médico e filósofo Grego Hipócrates, costumava falar enquanto cuidava de seus pacientes: “o homem é uma parte integral do cosmo e só a natureza pode tratar seus males”. Ou seja, ele desejava mostrar que as causas de doenças eram naturais e não punições divinas como na época se acreditava.

E também, lembrar, que o equilíbrio e a saúde do corpo estão diretamente ligados ao ambiente em que vivemos.

Essa mesma citação volta a aparecer nos dias atuais, ao mesmo tempo em que os métodos alternativos de tratamento se popularizou.

A partir do século 17, quando as ideias do filósofo René Descartes iniciaram a influenciar a ciência, os tratamentos médicos passaram a ver o corpo humano como uma máquina, em que, cada parte tinha uma função específica e independente e entendendo cada parte, entende-se então, o todo. E assim, a medicina moderna ergueu-se baseada nesse conceito que a apoia até os dias atuais.

No entanto, a nova ciência já provou que existe uma íntima relação entre a mente e o corpo, mostrando as consequências dessa relação para a saúde humana. E graças a Deus, enxergaram que isolar uma parte do corpo e desconsiderar o resto, é dado certo para efeitos colaterais inesperados.

Isso não quer dizer que a medicina ocidental ortodoxa se acabou e possa ser enterrada, claro que não. A medicina é sólida e recheada de méritos. E o que é mais IMPORTANTE: independentemente do tipo de medicina aplicada, todos voltaram a enxergar o corpo como Hipócrates. Ou seja, não somos máquinas, e sim, organismos vivos cheios de partes interdependentes.

As técnicas alternativas, como opção ou complemento, não prova que estas sejam por si só eficientes, mas assim como mostra a homeopatia, que é usava há mais de 20 anos, foi estuda e comprovada a sua eficiência em variadas patologias.

CONHECENDO AS TÉCNICAS ALTERNATIVAS

Acupuntura

Esta é uma das técnicas da medicina tradicional chinesa, que consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo. Sua base filosófica indica que esses pontos afetam os diferentes órgãos e estão localizados sobre canais de energia (chamados meridianos) que se espalham pelo corpo. Como muitos desses pontos tem relação com o sistema nervoso e este influencia todo o corpo, essa técnica, apesar de não oferecer sempre resultados a curto prazo, revela-se eficiente contra efeitos colaterais de remédios.

Aromaterapia

Utiliza óleos essenciais de folhas, flores ou madeira para amenizar sintomas e melhorar o bem-estar, estes podem ser inalados, queimados ou espalhados pelo corpo. Esses aromas agradáveis podem liberar hormônios que causam bem-estar, tendo um excelente efeito calmante.

Florais

Os florais de Bach, os mais conhecidos, foram preparados pelo médico inglês Edward Bach, ao final do século XIX, e são indicados de acordo com a análise da personalidade de cada indivíduo, sendo bons em aspectos psicológicos e promovem o bem-estar.

bach-flowers-1472825

Fitoterapia

Consiste na manipulação de plantas e ervas para a cura de doenças e redução dos sintomas. Até a medicina ortodoxa apoia, já que os remédios também têm seus princípios ativos rejeitados e plantas ou outros seres vivos.

Homeopatia

Inventada no século XVIII, no Brasil se tornou uma especialidade médica, no entanto, em outros países ainda é considerada uma medicina alternativa. É muito utilizada contra doenças crônicas como alergias, asma, rinite e enxaqueca.

Ortomolecular

Uma técnica criada por Linus Pauling, Nobel de Química e da Paz, que emprega o uso de vitaminas, aminoácidos e minerais.

Reiki

Rei significa “universal” e Ki, “energia”. Reiki, portanto, é a energia do Universo a ser transmitida a uma pessoa pela imposição das mãos do praticante. A ideia é reequilibrar o corpo energicamente, que seria a causa da doença instalada. Com certeza, reduz em muito a tensão e com ela há uma melhora em todo o quadro.

Para saber mais…

 

O Erro de Descartes – Emoção, Razão e o Cérebro Humano, Antônio Damásio, Companhia das Letras, 1996

Guia Prático da Medicina Alternativa, Steven Bratman, Campus, 1998

Medicinas Alternativas – Os Tratamentos Não Convencionais, Org. Paulo Eiró Gonsalves, Ibrasa, 1996

Medicina Espiritual, Herbert Benson e Marg Stark, Campus, 2003

The Desktop Guide to Complementary and Alternative Medicine, Ernst E., Pittler M.H., Stevinson C., White A.R., Messy, Reino Unido, 2001

Alternativo Healthcare – A Compreensível Glide, Jack Raso, Prometeu Books, EUA, 1994

Fontes: portaldaeducação.com.br – superinteressante.com.br

Usando as flores para decorar e energizar sua vida

Qualquer ambiente, familiar ou não, pode e deve ser decorado com flores, já que estas deixam o ambiente mais colorido, bonito e com vida.

Pensando em decoração…

Mandacaru: esse cacto precisa de uma área ventilada, mas não exige muito sol. Para as esquecidas, é uma bela pedida, já que sobrevive por vários dias sem rega.

Kalanchoe: apesar de também apresentar resistência a falta de água e se adaptar ao calor, precisa de ambiente com iluminação natural.

Orquídea: linda flor, a preferida de muitas, não deve receber luz diretamente do Sol. Deve ser regada uma vez por semana e quando do nascer das flores, de quinze em quinze dias. Em arranjos, presas em troncos de árvores ou sozinhas, elas são uma fina decoração para ambientes que merecem requinte.

Violeta: as violetas, amadas e populares, não podem ficar na luz direta do Sol, e necessitam de rega uma ou duas vezes por semana. Mas molhe somente a terra, ok?

Margarida: menos exigentes, as margaridas podem ser cultivadas em vasos e plantadas a partir de sementes, como os girassóis. Boas para quem começa a se aventurar no mundo do plantio agora.

bicycle-2163466

Quais flores são ideais em cada estação do ano?

Primavera: Camélia, rosa, cravo, hortênsia, lírio, copo-de-leite, boca-de-leão e algumas orquídeas.

Verão: rosa, cravo, mosquitinho, calla, hortênsia e cherry.

Outono: angélica, gérbera, boca-de-leão, flor de ervilha, animajo, mosquitinho e rosas.

Inverno: flor de cerejeira, gérbera, boca-de-leão, copo-de-leite, mosquitinho, flor de ervilha, tulipa, rosas e alstroeméria.

E no quarto, pode?

À noite, as flores passam a consumir oxigênio e liberar gás carbônico, no entanto, segundo biólogos, a quantidade liberada, por plantas ou flores, de gás carbônico é mínima, se comparada a liberada por nós seres humanos ou pelos animais. Logo, não há porque se evitar flores no quarto, a não ser por pessoas que são alérgicas ao pólen, é claro. Mas não se entristeça, existem algumas que não liberam pólen, como as orquídeas e os lírios.

Também deve-se evitar aquelas flores e plantas que exalam perfumes muito fortes a noite, o que pode atrapalhar o sono.

rsoe-2795337

Significados e benefícios

Rosas: Para muito são consideradas as mais belas da natureza, e suas cores trazem significados diferentes, vermelha – paixão, a branca – paz e  amarela- alegria. O aromas das rosasfasta vibrações negativas, traz alegria e vitalidade ao coração. E as rosas brancas acalmam o sono e purificam.

Jasmim: este diminui a ansiedade e seu perfume melhora a produtividade e qualidade de sono, aumenta a energia física e promove a harmonia entre casais.

Alfazema: muito agradavelmente perfumada, a alfazema ajuda diminuir o estresse e a ansiedade, diminui a frequência cardíaca e claro, melhora sua qualidade de sono. Para que comprar o aroma, se você pode ter essa linda espécie em sua casa?

Gardênia: muito popular, são bem perfumadas. Elas estimulam o sono e dão um certo alívio para a ansiedade.

Lírio da Paz: o lírio pode melhorar a umidade do ar em até 5%, acabando com os micróbios, ajudam nos sintomas de nariz e garganta seca que incomoda a muitos durante a noite.

Gérbera: de tão coloridas, deixam qualquer um e bom humor. Liberam oxigênio durante a noite, sendo muito benéfica para pessoas acometidas por apneias e alergias.

Lavanda: São bem resistentes ao Sol e ao vento. Seu aroma tem efeito equilibrante e calmante. Muito usada para fabricação de óleo essencial usado no cuidado com o corpo e harmonia espiritual.

lavender-1537694_1920

 

 

 

 

 

Gerânio: boa pedida para ambientes de trabalho. O óleo feito a partir dele, traz coragem para enfrentar desafios, estimula a ousadia e a determinação, e combate o medo. Poderoso anti-estresse.

Gardênia: muito utilizada na fabricação de perfumes, seu aroma reflete amor, nostalgia, paz e proteção.

Azaleia: além de lindíssimas e com aroma suave, a azaleia tem como significados: beleza, fertilidade e harmonia.

Clerodendro: tem um perfume suave e envolvente, trazendo calma e paz interior.

Hortelã: impossível não notar seu aroma ao regar ou tocar em suas folhas. Utilizado na culinária e, também, em processos de cura, estimula a sabedoria e desenvolvimento mental.

Manjericão: muito utilizada na culinária, atrai a boa sorte, prosperidade e felicidade. Também pode ser usada com purificador e incenso.

São muitas as opções de cores, beleza e aromas…. Você deve escolher não só a que mais combina com você, mas também pensar no local certo para colocá-las, pensando não só em iluminação e umidade, como também para evitar aromas que estimulam, por exemplo, em ambientes como os quartos de dormir, aonde se pretende relaxar e adormecer.

balance-1398164_1920

Para os quartos, a lavanda traz um sono tranquilo, afasta a depressão e os pesadelos; a camomila, com seu famoso efeito calmante; a melissa, combate a apreensão e a insônia; a manjerona, ajuda a reconhecer medos inconscientes e promove o desenvolvimento espiritual; e a mandarina, regula os processos metabólicos e diminui a insônia.

O alecrim, por exemplo, é excelente para ambientes aonde se costuma receber os amigos, estudar e sentar para ver um filme. Seu aroma purifica o ar, previne depressões e ajuda a elevar o pensamento.

Os aromas de especiarias como a canela, o tomilho, o manjericão e erva-doce neutralizam cheiros fortes, como o de frituras e acentuam aromas de outras preparações, sendo ótimos para decorar a cozinha.

No banheiro, você pode abusar dos aromas, como lavanda, gerânio e palmarosa, mas lembre-se em escolher aroma característico de limpeza.

Seja qual for a sua escolha, atente-se a se manter em sua originalidade, pois a planta deve combinar com sua personalidade, mantendo o equilíbrio entre seu ambiente e você.

antique-1727536

Bicicleta como lazer, transporte, turismo e esporte

Ciclismo

A indústria de bicicletas vem crescendo em todo mundo, devido a crescente conscientização e preocupação da população com a proteção ambiental e a sustentabilidade.

Esse tipo de transporte nos traz lazer, bem-estar, saúde, alegria e diversão. Além de ser um transporte não poluente, trazendo inúmeros benefícios para a sociedade como um todo, pois não emite os gases nocivos à saúde, como: carros, ônibus, e etc.

Andar de bicicleta é um excelente exercício físico, fortalecendo a musculatura, melhorando a função respiratória, circulatória e cardiovascular. Também estimula a produção de serotonina, que faz com que as pessoas se sintam mais felizes.

bike-190483_1280.jpg

Uma ótima pedida para os dias em família, além de integração e lazer, desenvolve o sistema de coordenação motora das crianças. Depois de passar um tempo esquecida nas garagens dos prédios, retorna ao mercado com força total, contando com incríveis modelos de bicicletas para todos os gostos.

Como escolher a minha bike?

Ao escolher o seu modelo, leve em consideração o conforto, peso, qualidade da marca e claro, aprovação pelos órgãos governamentais responsáveis. Cheque as avaliações com relação a resistência e segurança.

Se deseja praticar Mountain Bike, escolha um modelo próprio para isso, devido aos desníveis que serão encontrados na prática do esporte. As MTB normalmente têm pneus mais largos e quadros reforçados, além de tipos de marcha para cada inclinação de terreno.

Você sabia que existem aplicativos só para lhe ajudar na prática do ciclismo?

Pois é, a tecnologia está em todo lugar e os aplicativos de celular para ciclismo contam consumo de calorias, monitoram treinos e ainda te mostram os melhores trajetos.

Alguns deles são:

  • Garmin Connect → mede velocidade, distância, e ainda conta com um sistema de integração em tempo real com outros ciclistas conectados.
  • Instant Heart Rate → mede os batimentos cardíacos a partir de uma câmera.
  • Ride ID → armazena seus dados médicos em caso de emergência.
  • BikeCal→ fica de olho nas calorias gastas.
  • BikeDoctor 2 → soluções de problemas mecânicos da bike.
  • Cyclemeter→ mede consumo calórico, velocidade média e máxima e batimento cardíaco.
  • Ostrava → além dos monitoramentos completos, ainda mostra o trajeto no Google Maps. Você, inclusive, pode cadastrar trechos e competir entre usuários do sistema.

A bicicleta traz a possibilidade de respirar ar puro e ver a natureza enquanto passeia, e ainda é ótima para ser usada em visitas a parques, praças e museus.

woman-2711279_1920.jpg

Existem também outras opções de esportes para a bike, como a Cross bike, aonde ocorre o ciclismo por trilhas e florestas.

Agora pegue a sua bicicleta enferrujada, conserte e vamos pedalar!

Prevenindo doenças e cuidando da saúde

Usar a bike como atividade física, atua em diversas partes do seu corpo: na queima de calorias e gorduras; fortalecimento dos músculos dos braços, pernas, barriga e bumbum; melhora a circulação cardiovascular; estimula o sistema imunológico, tornando o organismo propenso a combater vírus e bactérias; reduz os níveis de triglicerídeos; previne doenças crônicas como obesidade e colesterol alto, entre outros benefícios…  Ela é uma academia completa e ainda te proporciona estar em família ou grupo de amigos, ver a natureza, olhar o céu, as nuvens, as pessoas e respirar a céu aberto!

 A bicicleta como hobby

O turismo europeu é bastante voltado para o ciclismo. Modalidades como o Bike Tour, BikeBoat Tour (que são bicicletas e barcos, combinados na mesma atividade) e a Road Bike (passeios de bike na estrada) já contam com o apoio de empresas de turismo especializado nesses tipos de eventos.

No Brasil, já existem grupos organizando passeios de bike, mas pensando e comparando a outros países, em relação aos investimentos em ciclovias, ainda estamos engatinhando.

Bicicleta como esporte

enduro-1474268_1920

Sabemos que o ciclismo é um esporte em si, mas de forma geral, abrange várias modalidades. Dentre elas, uma novidade é o radball, que é um futebol de bicicleta, tal como o velho futebol de salão, sendo que os gols são feitos de bicicleta.

Outras atividades já são mais conhecidas por aqui: o Cross Bike, cheio de saltos, mais radical, para os viciados em adrenalina; e o Speed, ou ciclismo de estrada, é o mais indicado para quem curte velocidade e bicicletas leves.

Mas não complique senão é seu objetivo, basta colocar uma roupa bem confortável e sair pedalando por aí. Não se preocupe com trilhas, pistas ou locais específicos para praticar.  Sinta o vento na pele em longas descidas, em traçados retos ou sinuosos, com prazer e segurança.  Mais simples e saudável que isso, impossível.

 O Moutain Bike é muito difundido, com muitas competições, trilhas e grupos. Mesmo sendo mais dispendioso, é necessário se deslocar até locais específicos para a sua prática. O que vale nesse tipo de esporte é o contato com a natureza e as novidades descobertas em cada pista.

Sem timidez! Os iniciantes são sempre bem-vindos aos grupos de ciclismo, que são organizados para acolher bem os novatos, sendo muito fácil se entrosar.

Ciclismo na Europa

A indústria ciclista na Europa emprega mais pessoas hoje do que as de aço, por exemplo. E o governo Europeu percebeu que investir nessa indústria lhe fornece um retorno econômico muito maior do que imaginava. Sendo assim, passou a investir em ciclovias e estimular a população a usar a bicicleta como meio de transporte, recebendo um ganho adicional nas despesas com transporte público, nas alterações climáticas e no orçamento da saúde.

Não tardou para os europeus terem consciência do uso da bike como transporte público, ou complementar a este, já que é mais rápido, prático, saudável e não poluente. Combinação perfeita com inúmeros benefícios.

Por exemplo: você sabia que os carros, em um engarrafamento, transitam, em média, a uma velocidade de 15 a 20km/h e a bike a uma velocidade de 16 a 32 km/h? Olha só que diferença!

O velho continente, já vem colhendo os frutos de sua decisão de investir no ciclismo há bastante tempo.

Com o aumento do uso de bicicletas, o continente pode comemorar:

  • Menores índices de poluição
  • Redução do estresse e do sedentarismo
  • Gerações mais saudáveis
  • Redução do orçamento da área de saúde
  • Melhora no desenvolvimento infantil, pois os pequenos já entendem, desde os anos mais tenros, que as bikes serão uma presença constante em suas vidas.

 beach-1838331_1920

Melhores lugares para se andar de bicicleta na cidade do Rio de Janeiro:

  1. Orla da praia de Copacabana, Ipanema e Leblon

Com um caminho linear de nove quilômetros de uma vista maravilhoso e uma excelente estrutura, torna o ciclismo um lazer muito prazeroso.

  1. Orla da praia da Barra da tijuca, Reserva, Recreio, Macumba e Prainha.

Não tão linear e fácil como o anterior, já que sua extensão é de vinte e cinco quilômetros. A presença da natureza é mais forte nesse trajeto, pois o local tem menos interferência comercial. Ainda dá para um mergulho gelado na Prainha na parte da manhã! a água gelada no período da manhã.

  1. Lagoa Rodrigo de Freitas

Saindo um pouco da praia, este trajeto ainda é a uma das melhores pedidas da cidade para o ciclismo. No caminho você poderá ver o Cristo Redentor, a Pedra da Gávea, o Morro do Cantagalo, entre outros verdadeiros cartões postais da cidade. O clima também é mais ameno, para quem não curte muito calor e sol. A ciclovia tem uma extensão de 7,38 quilômetros e possui demarcações a cada cem metros.

O que falta para você começar hoje a andar de bicicleta? Vamos lá: escolha seu modelo ideal, modernize a sua velha bike, compre um capacete para sua segurança, e saia pedalando por aí. Você não vai se arrepender, os ganhos são maiores do que você! Espero te encontrar por aí!

 

Uma refeição saudável e rápida SALADA NO POTE!

Para quem quer emagrecer um levar sua salada preferida para o trabalho ou passeio, ou ser prática e ter um monte de saladas prontas na geladeira só para pegar e comer, a solução mais atual e fantástica é a SALADA NO POTE.

Essa é a grande sensação em vários lugares nesse mundo em que ninguém tem muito tempo, mas muitos querem uma alimentação menos calórica e mais saudável.

Porque usar potes de vidro para armazenar refeições?

  • Por terem tampas não permitem o contato do alimento com o exterior,
  • Não possuem odor, como os potes plásticos.
  • Ajudam a controlar a quantidade a ser ingerida, evitando que se coma mais do que deve.
  • Conservam a comida por mais tempo que os outros tipos de materiais. (Você pode preparar sua salada de véspera!)

Preparação:

Para facilitar na hora de comer, o ideal que prepare a SALADA NO POTE em camadas.

Na primeira, coloque o molho, depois coloque os ingredientes mais densos, como como tomate, milho, ervilha, pepino e cenoura. No final. Devem ficar as folhas (por cima)

salada no pote.jpg

Fotos: Getty Images / Arte: Rodrigo de Oliveira Souza

Quando você coloca as folhas por cima, evita que murchem e melem ao entrar em contato com o molho, mas lembre-se de dar uma misturada na hora de consumir.

Algumas receitas para você escolher a sua SALADA NO POTE:

  • Molho (escolha um)
  1. Duas colheres de mostarda Dijon, com suco de um limão, uma colher de chá de mel, três colheres de azeite extra virgem e tomilho a gosto.
  2. Meia xícara de azeite, nozes trituradas, suco de meio limão, meia xícara de manjericão e um alho amassado.
  3. Uma xícara de iogurte, três colheres de azeite, um limão em raspas, meia xícara de hortelã e uma cebolinha.
  • Ingredientes mais densos (esse são aqueles que vão separar o molho das folhas)
  1. Frango em tirinhas, de preferência peito), milho cozido, abacate e cenoura.
  2. Rabanete cortado em rodelas, picles ou pepino em pedaços, grão de bico e cebola roxa picada ou em rodelas.
  3. Quinua cozida, muçarela de búfala, cogumelos ou palmito, e tomates cereja.
  • Folhas (coloque por cima, finalizando o pote uma dupla de folhas que você gosta mais)
  1. Agrião com alface crespa ou chicória
  2. Folha de beterraba com alface americana ou lisa
  3. Agrião com alface americana ou radicchio

Quais os benefícios de comer salada?

  • Ela não engorda e alimenta com saúde.
  • Quando ingerida como entrada, seu organismo absorve dela toda a energia que precisa para funcionar, sendo assim, o que você come depois, que nem sempre é tão saudável, ele eliminará, pois já acumulou a energia que precisa.
  • As cores variadas trazem vitaminas e sais minerais essenciais para o perfeito funcionamento do corpo humano.
  • Por ser colorida, é agradável aos olhos e conquista até as crianças mais resistentes.
  • Você pode comer uma panela de alface sem culpa matar parte da sua fome, sem engordar uma grama sequer.

salad-2443860.jpg

Outras receitas perfeitas para uma alimentação saudável:

Pasta de ervas para ser consumida com palitos de legumes crus, como cenoura ou torrada de pão preto:

Ingredientes:

  • 200 gramas de iogurte grego ou creme de leite azedo
  • 225 gramas de cream cheese
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • Suco e raspas de meio limão siciliano
  • 1 dente de alho pequeno amassado
  • 2 colheres de sopa de salsa fresca bem picada
  • 1 colher de sopa de manjericão fresco bem picado
  • 1 colher de sopa de cerefólio ou tomilho fresco bem picado
  • 4 talos de cebolinha bem picadinhos
  • Sal e Pimenta do reino moída na hora (a gosto)

Preparação:

  • Coloque tudo no liquidificador e bata até ficar bem misturado.
  • Sirva gelada com palitinhos de legumes crus, chips de tortilhas ou de batata. Fica ótima também com aquelas Magic Toast.
  • Mantenha a pasta num recipiente de vidro com tampa na geladeira.

Dicas especiais: Você pode substituir o iogurte grego por iogurte natural ou creme de leite, misturados com três gotas de suco de limão.

RENDIMENTO: Rende a quantidade suficiente para vinte metades de batata bolinha ou de tomates cereja.

JÁ PENSOU ESSA PASTA NO TOMATE CEREJA DA SUA SALADA NO POTE?

Versão sem laticínios:

Troque o iogurte ou o creme de leite azedo por iogurte de soja. Substitua o cream cheese por um equivalente de soja. Quando usar essa versão sem leite, diminua o azeite para uma colher de sopa.

E então, deu vontade de começar a dieta, ou pelo menos provar uma dessas maravilhas? Não perca tempo, mudar sua dieta requer primeiramente mudar sua cabeça, e encarar a novidade de gostos. Comer comida saudável é uma habilidade a ser desenvolvida e praticada até se tornar rotina, então não se esqueça: comece na terça, afinal toda dieta que começa na segunda, não começa mesmo….

Fontes: Revista Exame / Livro Viva sem Alergia – Publifolha

 

A força do halterofilismo

weightlifting-2427475_1920Homens fortes e musculosos, mulheres definidas e muito, mas muito bonitas com todas as suas formas esculpidas pelo levantamento de peso (ou halterofilismo), estão por toda parte. E mesmo na atual sociedade em que amar a si próprio e fazer o que ama é um novo conceito de vida, há quem diga que mulher forte é esquisito, mas em que conceito o seu gosto se baseia? Se for apenas particular tudo bem, mas não generalize, tem lindas mulheres halterofilistas, em que nem de longe seus músculos as deixam menos femininas dos que as magérrimas modelos de passarela.

O grande problema da humanidade, e que graças a Deus vem mudando cada dia mais depressa, é a dificuldade de lidar com o diferente, o inusitado, o não formal.

Se pararmos para pensar em liberdade de expressão, nos damos conta, que usar seu corpo como quiser, usar a roupa que desejar, pintar o cabelo de azul, ou seja lá o que for, é liberdade gente! E aonde estão aquelas pessoas que lutaram tanto por isso? Cadê seus seguidores? Estão por aí e nós, aqui da Nem Rude Nem Delicada, apoiamos toda e qualquer liberdade de expressão, desde claro, que não fira a liberdade de outro.

Então vamos voltar ao halterofilismo e entender sobre esse esporte que cresce junto com uma civilização moderna e cheia de expressão.

O halterofilismo ou levantamento de peso olímpico (LPO), é um desporto no qual o objetivo é levantar a maior quantidade de peso possível, do chão até sobre a cabeça, numa barra aonde são fixados pesos.

fitness-1758629

Existem duas modalidades de competição: o arranco e o arremesso, cujo objetivo é desenvolver a potência (força rápida) e também exige técnica, flexibilidade, coordenação e equilíbrio.

No final do século XIX foram organizadas as primeiras competições e a Federação Internacional de Halterofilismo foi fundada em 1905 e instituiu as primeiras classes de peso.

Hoje em dia, o halterofilismo é usado para denominar genericamente outros desportos e treinamentos que envolvem o uso de halteres, como o fisiculturismo e a musculação.

Você sabia que o halterofilismo é o ´nico esporte que possui uma equipe de mulheres das seis nações do Conselho de Cooperação do Golfo? Que inclui a Arábia Saudita, Kuwait, Omã, Catar, Bahrein e Emirados Árabes Unidos.

Os Emirados Árabes Unidos permitiram que as mulheres praticassem o halterofilismo a partir de 2000. Em 2008, a federação do fisiculturismo foi separada do Halterofilismo.

Alguns anos depois foi suspensa a proibição do véu durante a competição, abrindo assim, as portas do esporte para as atletas muçulmanas. Uma pena que o esporte ainda tenha baixo financiamento, já que o estigma contra atletas do sexo feminino ainda é grande.

Regras básicas e fundamentos do halterofilismo

  • As competições ocorrem sobre um tablado de 4×4 metros. Quem levanta mais peso, ganha, assim como que quem deixa a barra cair, está desclassificado.
  • Todos os atletas de uma mesma categoria competem juntos até o limite de 17 competidores, quando nesse caso, são formados dois grupos.
  • Cada levantador pode realizar três tentativas no arranco e no arremesso, e toma-se como resultado oficial o maior peso levantado em cada modalidade.
  • O arranco é o ato de levantar a barra em um só movimento desde o chão até a completa extensão dos braços acima da cabeça.
  • No arremesso, a barra é levantada em dois tempos, com uma parada obrigatória na altura do peito.
  • Pegando-se então o resultado das duas modalidades, quem tiver o maior total é o vencedor da categoria.
  • No caso de empate, ganha o que é menos pesado em sua categoria.

Categorias masculinas no halterofilismo

  • Até 56kg / 62kg / 69kg / 77kg / 85kg / 94kg / 105kg e mais de 105kg

weights-817635_1920

Categorias femininas no halterofilismo

  • Até 48kg / 53kg / 58kg / 63kg / 69kg / 75kg e mais de 75kg
  • São três árbitros trabalhando na competição. Eles são encarregados em determinar se os levantamentos foram válidos ou não.
  • São válidos os levantamentos feitos com os pés alinhados e o peso relativamente estabilizado.

Esporte fascinante, é muito antigo e tem uma grande adesão tanto de homens, quanto de mulheres. O grande objetivo é superar a si mesmo e ao seu corpo e para isso treinam muitas horas durante anos, para então poder chegar a competir profissionalmente.

Vinhos… espumantes… um sabor a parte!

Os vinhos acertam diversos paladares e não são restritos a classe social ou gênero. Não há como se escolher um vinho pensando se é um vinho de mulher ou de homem, como muitos acreditam.

Existe uma crença de que mulheres gostam de vinho doce e isso não corresponde a uma realidade, as mulheres definitivamente não tem um paladar suave.

wine-619452

Você sabia que a história da viúva Clicquot deu origem as famosas garrafas de Champagne Veuve Clicquot?

 Contando rapidamente…

A francesa Barbe-Nicole Clicquot era casada com um promissor fabricante de vinhos e vivia sua vida confinada entre a cozinha e a sala de estar. Quando ela tinha 27 anos, seu marido morreu de uma febre tifoide. Ela então assumiu a vinícola da família com grande força e determinação. Poucos acreditavam que ela conseguiria o sucesso dos negócios sem nenhuma formação ou experiência. Seus vinhos suaves e borbulhantes caíram nas graças dos soldados estrangeiros que lutavam na França e estes, voltaram às suas terras de origem, espalhando aos quatro ventos as delícias das bebidas produzidas por Barbe-Nicole. A fama se espalhou rapidamente pela Europa, sendo assim, ela se tornou uma das mulheres mais ricas e influentes da época, fundadora do império Clicquot. A viúva morreu aos 89 anos sem jamais voltar a se casar e muitos usam até hoje, em seus negócios, suas lições em como tornar um produto o representante de sua categoria.

veuve-clicquot-champagne-sugar-baby-daddy-mundo

Voltando aos vinhos

Combinando vinhos com comidas

Não existe uma fórmula para as combinações, mas para não errar feio, procure algumas combinações básicas, como:

  • Massa com molho de tomate – Chianti / Merlot / Pinotage
  • Carnes – Tannat / Malbec / Cabernet Sauvignon
  • Frutos do mar – Sauvignon Blanc
  • Queijos – Chardonnay
  • Entradas (canapés e etc.) – Espumantes e Rosés leves.

appetizer-2802

Aprendendo um pouco sobre vinhos

Se você está iniciando no mundo dos vinhos, a dica é começar com os mais leves e os espumantes. Cada um levanta a taça que mais lhe agrada, isso é uma verdade, e para quem inicia nesse novo paladar, seguem alguns tipos preferidos das mulheres. Escolha um para iniciar ou refine o que você já conhece.

  • Malbec argentino – com várias frutas e toque doce é um vinho que combina com os mais diversos paladares.
  • Chianti – vinho tinto seco, com notas de fruta muito concentrada, é produzido com as uvas Sangiovese e Canaiolo.
  • Espumante Aurora Moscatel –super leve com aromas bem florais, excelente para quem está começando a apreciar o mundo dos vinhos. Sirva gelado.
  • Espumante Deseadoespumante argentino produzido na Patagônia, doce e com muito frescor, é uma opção extremamente agradável.
  • Salton Poética Roséespumante com uma cor incrível, com cremosidade aliada a um frescor e notas de frutas e flores.
  • Crios Torrontésvinho produzido pela Susana Balbo, uma enóloga da Argentina. A uva Torrontés é extremamente aromática e tem um ótimo frescor, definitivamente um vinho de fácil aceitação e agradável. Boa pedida para comidas leves.
  • Miolo Gamay 2016vinho tinto produzido no Brasil, é fabricado por um processo diferenciado, chamado maceração carbônica. Esse processo propicia um excelente toque de frutas e muito pouco tanino.
  • Carmenére – Aromas do campo à taça, trazendo o herbáceo de volta a vida urbana.
  • Beaujolais – um vinho que não falta nas mesas francesas, com boa acidez, é um coringa nas harmonizações. Você pode até colocar um pouquinho na sua receita culinária.
  • Cabernet Sauvignon ou um Tannat – feitos com uvas mais tânicas (sabor mais forte e te dará uma sensação de travamento na boca).

Dica: enquanto seu espumante está no freezer, deixe as taças que serão utilizadas na geladeira, sendo assim, na hora de servir, ele ficará gelado por mais tempo já que o cristal também estará gelado e o colarinho será bem menor.

wine-leaf-1720133

O importante é provar e escolher o sabor que mais combina com seu estilo e personalidade. Se você combinar a ocasião, seu humor, o embalo dos amigos, amores e diversão, o vinho escolhido será o toque pessoal da sua festa.

E se for beber sozinha ou a dois, aproveite e prove tudo o que puder até achar o ideal para cada ocasião.